Pular para o conteúdo principal

Matter, o novo padrão da sua casa conectada

Olá! O ano vai acabando e a gente tendo notícias de mais novidades para a sua casa conectada/inteligente! Desta vez, as boas novas vêm com o lançamento - meio que imaturo ainda - do Matter, novo padrão de pareamento que promete maior facilidade na conectividade e no gerenciamento para absolutamente tudo o que for smart em sua residência ou empresa. As juras tecnológicas são de que, tanto faz se amanhã você comprar uma lâmpada e uma caixinha inteligentes de marcas diferentes: o novo padrão Matter vai tratar de integrar estes dois dispositivos com uma rapidez tão grande, que você nem se lembrará mais do sufoco que era ao menos tentar entender como eles conversariam um com o outro.

Nesta publicação explicamos como o novo padrão Matter afetará a sua vida tecnológica daqui para frente, inclusive na iluminação. Assista ao nosso 'video intro', tenha uma ótima leitura e atualize-se, como nós! 

O QUE É O MATTER? 
POR QUE EXISTE O MATTER?
COMO FUNCIONA O MATTER? 
QUAL É A VERSÃO DO MATTER?
 
QUAIS TIPOS DE PRODUTOS SUPORTARÃO O MATTER?
QUAIS EMPRESAS PARTICIPAM DO MATTER?
O QUE AS MARCAS INFORMAM SOBRE O MATTER?
COMO É 
A ILUMINAÇÃO NO MATTER?
O QUE É O MATTER? 

O Matter nasceu do Project Connected Home Over IP (Project CHIP), lançado em 2019 pela Amazon, Apple, Google e outras grandes marcas em colaboração com a Zigbee Alliance. O Matter é um novo padrão aberto para a tecnologia da casa inteligente/conectada, que permitirá a um dispositivo recente adquirido pelo consumidor final funcionar então mais facilmente com qualquer outra solução inteligente também certificada - todos eles unidos por um único tipo de protocolo. A palavra Matter vem da Connectivity Standards Alliance (CSA), organização com centenas de empresas filiadas distribuidoras de produtos inteligentes. De agora em diante, o Matter dará aos consumidores finais o poder de escolha em modelos de produtos smarts baseados nos seus recursos e no seu preço, em vez de deixá-los preocupados apenas se haverá compatibilidade nos outros sistemas existentes na casa. O Matter também evita assim dores de cabeça, como produtos que param de funcionar devido as constantes mudanças inevitáveis na indústria. Outro grande benefício no Matter é que o controle dos dispositivos acontecerá localmente, em sua própria rede doméstica ou empresarial e não mais pela Internet (nuvem). As interações nos equipamentos como acender ou apagar as luzes LED devem acontecer agora muito mais rápido e ainda, devem ser mantidas funcionando mesmo numa possível interrupção do serviço de Internet - caso os respectivos fabricantes falharem ou decidirem, por algum motivo, desligar inadvertidamente os servidores de acesso (um grande tormento já relatado aqui no Blog na postagem 👉"Apagão Inteligente"). O principal objetivo do Matter é esta incrível interoperabilidade: todos os dispositivos compatíveis funcionarão então juntos, independentemente da marca que os fabrica.

POR QUE EXISTE O MATTER? 

Há apenas cinco anos atrás os dispositivos para a casa conectada/inteligente eram uma mistura de diferentes padrões e marcas, competindo entre si para ver 'quem era melhor e assim dominar o mundo'. 
Zigbee, Zwave e SmartThings foram os principais protocolos lançados, conectando-se por Bluetooth, Wi-Fi etc. Enquanto isso, outras plataformas surgiam na casa inteligente como o HomeKit da Apple, o Google Home da Alphabet, a Alexa da Amazon e outros sistemas proprietários usados ​​em dispositivos da Samsung e TVs Comcast. Por causa disso, o negócio foi ficando cada vez mais uma verdadeira bagunça. E pra falar bem a verdade hoje, ainda é: quantas vezes você tentou ligar a impressora pela Alexa e esqueceu que ela só se conecta a uma tomada HomeKit que, por sua vez, entende apenas a Siri? 
O desenvolvimento do Matter também é uma grande benção para “famílias híbridas” nas quais os smartphones Android e Apple coexistem. A Connectivity Standards Alliance - que um dia já foi a outrora Zigbee Alliance - e todo o seu protocolo agora formam a espinha dorsal do novo padrão Matter. Porém, enquanto hoje um dispositivo Zigbee se comunica usando padrões próprios do Zigbee, no Matter ele também poderá usar qualquer protocolo concorrente que queira se comunicar ao Bluetooth Low Energy para um rápido emparelhamento inicial e subsequentes configurações. 

COMO FUNCIONA O MATTER? 

O Matter funciona com uma latência mais baixa e maior confiabilidade que a conexão na nuvem porque, é um protocolo de conectividade apenas local, baseado em IP. E você não precisa baixar nenhum novo aplicativo ou assistente de voz para desbloquear todas as suas funcionalidade pois, o Matter será incorporado automaticamente as facilidades do Google Home, SmartThings, Alexa e HomeKit nas próximas finalizações de atualização. Depois que os produtos compatíveis passarem por um processo de certificação, eles deverão receber a atualização final que desbloqueará todo o suporte ao Matter. Marcas como Google, Apple, Samsung e Amazon serão as primeiras 'na fila' a receber esta certificação definitiva pois, elas ajudaram a CSA a desenvolver o protocolo original no Matter. Seu telefone Android por exemplo, detectará automaticamente então um dispositivo Matter e ajudará você a configurá-lo com toda segurança e mais rapidamente. A configuração no Matter e a sua vinculação nos aplicativos estarão disponíveis por padrão em bilhões de dispositivos com o lançamento do suporte oficial pelas marcas associadas ainda este ano. 

Matter sendo demostrado no evento IFA 2022 

A empresa Eve Systems por exemplo, exibiu este ano no seu estande da IFA 2022 como é o Matter na prática: configurações teste foram demonstradas para os principais ecossistemas compatíveis: Amazon Alexa, Apple Home, Google Home e SmartThings. Equipados com versões de pré-lançamento de seu firmware habilitado para Matter, cada um deles controlava um adaptador Eve Energy sem fio, como o acionador de persiana Eve Motion Blinds.

Entendendo o Thread

O Thread é uma tecnologia que não tem reconhecimento por WiFi ou Bluetooth. Trata-se de uma rede sem fio relativamente nova que provavelmente, desempenhará um grande papel no futuro da casa inteligente por ser uma rede mesh sem fio de baixa potência. Isso significa que ele é muito eficiente em termos de energia, ajudando a preservar a vida útil da bateria nos dispositivos conectados e criando uma rede na qual os produtos transmitam informações uns para os outros no mesmo local, mantendo tudo funcionando direitinho - inclusive se os equipamentos porventura ficarem offline. 
Depois de todas as configurações iniciais, os dispositivos Thread se conectarão então ao 'restante da sua rede doméstica' (Internet) por meio do chamado Thread Border Router, um componente que atua como uma ponte entre a rede Thread e rede WiFi de sua casa. E, ao contrário de outras pontes e hubs dedicados, os Thread Border Routers também podem ser integrados fisicamente via hardware junto a outros dispositivos inteligentes, atuando então como um Thread Border dentro deles próprios para executar o Matter, como por exemplo em: 
-alto-falantes inteligentes Amazon Echo (quarta geração)
-alto-falantes inteligentes Apple HomePod Mini
-dispositivos de streaming Apple TV 4K (2021)
-roteadores WiFi Eero Beacon, Eero Pro , Eero Pro 6 e Eero 6 mesh
-monitores inteligentes Google Nest Hub Max
-telas inteligentes Google Nest Hub (segunda geração)
-roteadores Google Nest WiFi e WiFi Pro
-futuros hubs domésticos inteligentes 
Ikea Dirigera 

Segurança

O novo padrão Matter usa o blockchain, mesma tecnologia por trás das criptomoedas como o bitcoin, para verificar se os dispositivos da casa inteligente são mesmo legítimos ou se são potenciais equipamentos invasores criminosos. O padrão também exige que os dados transmitidos entre os dispositivos sejam sempre criptografados.

QUAL É A VERSÃO DO MATTER?

Após ter sido adiado pela segunda vez em Março deste ano, finalmente o padrão Matter 1.0 foi lançado de forma oficial agora, dia 4 de Outubro. Os fabricantes já podem a partir deste mês começar a vender dispositivos que atendam ao padrão ou, atualizar os já existentes (se isto for possível). Espera-se que cerca de 30 produtos compatíveis com o Matter de mais de 50 empresas sejam lançados só este ano para o novo padrão. E a partir de Novembro, o Matter permitirá que produtos conectados individualmente funcionem também com sistemas domésticos inteligentes, como na Alexa, Google Home e compatíveis. Esta primeira versão completa do Matter roda sobre Ethernet, Wi-Fi, Thread (uma nova rede sem fio de baixa potência) e Bluetooth (apenas a configuração inicial do dispositivo) nos equipamentos compatíveis. Ela já suportará inicialmente uma variedade de produtos domésticos inteligentes bem comuns, como:
-lâmpadas e luminárias 
-drivers de elétrica
-controles de HVAC
-cortinas e persianas
-sensores de segurança
-fechaduras de portas
-dispositivos de mídia incluindo TVs
-controladores como dispositivos, aplicativos e pontes
 

QUAIS TIPOS DE PRODUTOS SUPORTARÃO O MATTER?



O Matter ainda não é compatível com todos os tipos de produtos tecnológicos e eletroeletrônicos - embora a lista só venha crescendo. Para ser compatível com o Matter o dispositivo precisa, além de conseguir processar todos os requisitos de memória e processamento necessários, também estar apto a usar uma tecnologia de camada de rede compatível com o Wi-Fi ou Thread. Quais classes de dispositivos inteligentes o novo padrão Matter suportará a partir da versão 1.0? São eles: 
-Iluminação e elétrica
-Controles do ventilador
-Controles de climatização
-Fechaduras
-Sensores (incluindo segurança e proteção)
-Coberturas de janela/persianas
-TVs
-Bridges (Pontes)


Outras categorias serão provavelmente compatíveis nas próximas atualizações de versão no Matter, como:
-Eletrodomésticos (produtos da linha branca)
-aspiradores de pó robô
-Campainhas/Câmeras
-Gerenciamento de energia (carregamento de VE etc.)
-Pontos de acesso, Border Routers (roteadores de fronteira)


Demais linha de produtos que ainda estarão em andamento para o Matter:
-grupo de eletrodomésticos de grande porte (fornos, geladeiras, lava-louças, máquinas de lavar)

QUAIS EMPRESAS PARTICIPAM DO MATTER? 

Mais de 280 empresas membro estiveram envolvidas no desenvolvimento do novo padrão Matter unindo suas tecnologias, experiências e inovações proprietárias para garantir que ele atendesse às necessidades de todas as partes interessadas, incluindo nomes como Belkin Wemo, Comcast, Ikea, GE Lighting, LG Electronics, Nanoleaf, Philips Hue, Samsung SmartThings e Texas Instruments. Isto quer dizer em última análise que, se você comprar um produto com o logotipo Matter de uma marca aleatória, poderá usá-lo facilmente na Amazon Alexa, Apple Home, Google Home, Samsung SmartThings ou qualquer outro ecossistema atendido pelo novo padrão. Qualquer empresa na verdade poderá criar para os seus produtos inteligentes, aplicativos e sistemas capazes de controlar todos os outros dispositivos Matter do mercado. A Ikea por exemplo, já anunciou que lançará um novo hub doméstico inteligente chamado Dirigera, atualizado para quaisquer dispositivos Matter - além dos seus próprios produtos domésticos inteligentes. Abaixo, imagem das principais empresas aptas ao Matter:


O Conselho de Administração da Connectivity Standards Alliance é composto ainda por executivos da Amazon, Apple, ASSA ABLOY, Comcast, Google, Huawei, IKEA, Infineon Technologies AG, The Kroger Co., Latch Systems, LEEDARSON, Legrand, LG Electronics, Lutron Electronics, Midea , Nordic Semiconductor, NXP Semiconductors, OPPO, Resideo, Schneider Electric, Signify, Silicon Labs, SmartThings, Somfy, STMicroelectronics, Texas Instruments, Tuya e Wulian. 


O QUE AS MARCAS INFORMAM SOBRE O MATTER? 

As principais empresas envolvidas no sério compromisso em fazer o Matter dar certo vão se pronunciado ao longo do ano, conforme as expectativas relativas ao novo padrão aumentam. O que elas dizem? 

Apple: O padrão Matter também deve melhorar o alcance e a capacidade de resposta de sua casa inteligente por meio do Thread, protocolo com o qual os usuários do HomeKit da Apple já devem estar bem familiarizados. Os acessórios Matter serão suportados perfeitamente pelo aplicativo Home e Siri em dispositivos Apple, incluindo HomePod mini e Apple TV - independentemente de terem sido construídos pela Apple ou construídos para suportar o protocolo HomeKit da Apple. Para esse fim, a Apple lança um novo aplicativo Home atualizado este ano. E, assim que o Matter for lançado em definitivo, a Apple atualizará as suas plataformas de software para incluir o suporte completo ao Matter para todos os usuários. A Apple também anunciou no WWDC22 o padrão tvOS 16, que deverá integrar-se ao HomeKit - provavelmente com a chegada do iOS 16.1. 


Samsung: O SmartThings V3 Hub autônomo e o Aeotec SmartThings Hub serão atualizados para suportar o Matter este ano. Enquanto isso, o SmartThings está sendo integrado mais profundamente em todo o portfólio da Samsung com o software SmartThings Hub, integrado a algumas Smart TVs Samsung 2022, Smart Monitors e refrigeradores Family Hub. Esses dispositivos também permitirão que os usuários se conectem a uma ampla variedade de dispositivos domésticos inteligentes existentes, pois serão atualizados para obter o Matter como suporte ao controlador, à medida que o novo padrão estiver completamente disponível. A Samsung também planeja oferecer suporte ao Matter como controlador no SmartThings Hub V2, permitindo que usuários conectem e controlem dispositivos Matter. A Samsung anunciou ainda em Outubro, uma parceria com a Google para compatibilidade doméstica inteligente aos usuários de smartphones e tablets da linha Galaxy. Eles irão se integrar facilmente a outros dispositivos compatíveis com o Matter, tanto nos ecossistemas SmartThings como no Google Home através do SmartThings ou, das aplicações Google Home no Android. Quando estes usuários entrarem no SmartThings, eles serão informados sobre os dispositivos Matter configurados ao Google Home e assim, lhes será dada a opção de integração em dispositivos como o Google Nest Hub, onde aparelhos Galaxy os identificarão prontamente. Esta funcionalidade Matter da Samsung com a Google será implementada aos poucos e até o final do ano. 

Google: O Android poderá detectar automaticamente dispositivos Matter próximos para uma configuração rápida. Centenas de produtos existentes já estão preparados para o Matter, como os alto-falantes, monitores, Wi-Fi Nest e futuros controladores do para o Google Home. Dispositivos como o Google Nest Mini, Google Nest Hub, Google Nest Hub (2ª geração), Google Nest Hub Max, Google Nest Audio e Google Nest Wifi também suportarão o novo padrão Matter. O Fast Pair para Android funcionará no Matter permitindo que telefones Android detectem automaticamente qualquer dispositivo Matter na rede configure-os com alguns toques. 

Amazon
: O Matter oferece a nossos desenvolvedores a flexibilidade em escolher e adotar este protocolo padrão, que fornecerá controle local e permitirá aos fabricantes incluírem ainda conexões de nuvem dedicadas e aplicativos personalizados para o seu produto. Isto inclui uma diferenciação ao construir dispositivos com recursos exclusivos na experiência do usuário. A Amazon confirma que o alto-falante inteligente Echo de 4ª geração e os roteadores de malha Eero suportarão o novo padrão Matter. Ainda não está claro porém se haverão atualizações para os dispositivos Echo mais antigos. As lâmpadas Philips Hue na Alexa por exemplo, têm sido fruto de uma parceria de longo prazo na inovação e na entrega de pequenas experiências domésticas, podendo agora com o Matter conectar quaisquer lâmpadas Hue combinadas com Zigbee e Bluetooth na Alexa. Todas as lâmpadas e acessórios Philips Hue - existentes e novos, de uso inteligente, incluindo as primeiras lâmpadas lançadas há quase 10 anos - serão compatíveis com o Matter. Por meio de atualização de software nossos usuários se beneficiarão de uma experiência conectada simplificada e mais abrangente ao integrar-se a outros dispositivos domésticos inteligentes. Nosso objetivo sempre foi que o Alexa seja compatível com todos os dispositivos domésticos inteligentes. É por isso que oferecemos suporte a todos os principais protocolos de casa inteligente, incluindo agora o Matter, para dar escolha tanto a desenvolvedores quanto clientes. Estamos ansiosos para construir o futuro da inteligência ambiental e criar a próxima geração de experiências ambientais, que enriquecem e simplificam a vida de nossos clientes.

COMO É A ILUMINAÇÃO NO MATTER? 


Ao irem à uma loja hoje e comprar a sua lâmpada inteligente, a maioria dos consumidores comuns não terão a menor ideia se ela funcionará com os demais dispositivos smarts existentes em sua casa - como no caso de alto-falantes Alexa ou Google Home. Seu iPhone controlará ela? Ela poderá falar com o seu Galaxy? Quem sabe? O Matter saberá! E ele mudará tudo isso. A linguagem no Matter define as coisas de modo bem simples ao detectar uma iluminação inteligente: 

"Oi! Eu sou uma lâmpada. Eu ligo e desligo. Eu posso me tornar fuschia, tangerina ou verde" 

Você poderá então por exemplo, acender suas luzes no aplicativo SmartThings em um smartphone Samsung, escurecê-las pelo alto-falante Echo na Alexa ou, desligá-las no aplicativo Apple Home em um iPad. Mas, cuidado com as limitações! Se a por exemplo a Philips decidir que sua próxima linha de lâmpadas inteligentes Hue 'cantará uma canção quando você tocar três vezes em determinado ponto do celular', essa funcionalidade bizarra poderá simplesmente não existir nas especificações do Matter. 



Com o padrão Matter, o app Google Home por exemplo terá a função de pareamento rápido, permitindo que uma lâmpada inteligente funcione como se fosse num esquema plug and play. Ou seja, um celular Android detectará automaticamente a nova conexão com a lâmpada inteligente e o Matter ajudará o usuário a configurar o dispositivo com facilidade. O Google Home se encarregará também de gerenciar isso nos mais diversos ambientes da casa inteligente através do Spaces, que são acessos agrupados por categorias como “Luzes”, “Termostatos” ou “Dispositivos de rede”, tudo categorizado. 

O Google aproveitará ainda os seus recursos de conexão Fast Pair no aplicativo Home para simplificar a forma como os dispositivos habilitados para o Matter ficam online. Por exemplo, hoje a configuração de uma lâmpada inteligente exige primeiro o download de aplicativo nativo do produto, a configuração numa rede sem fio e o seu login em conta compatível aí sim, ter para maiores controles da luz. No Matter, apenas alguns toques, leitura QR code ou inserção do nome do dispositivo bastaão para que tudo funcione automaticamente.

"Meus atuais dispositivos inteligentes como lâmpadas LED funcionarão com o Matter?"

Depende. Em sua versão atual, o Matter suporta dispositivos que se conectem ao WiFi, Internet, Ethernet, Thread e Bluetooth. Se um dispositivo atual usar um desses métodos de conectividade e ainda, tiver memória e poder de processamento suficientes para suportar as exigências do Matter, ele poderá então oferecer algum suporte para possível atualização de software. Caso contrário, seu fabricante poderá ainda criar fisicamente uma ponte/bridge (ou atualizar a existente) para aí então poder dar via hardware o suporte necessário ao Matter - como no caso da Signify (Philips), que está atualizando sua ponte para o Matter e tornar compatível a sua linha de lâmpadas inteligentes Philips Hue. O contrário também ocorrerá: os atuais produtos inteligentes da Wemo que não usam o Thread por exemplo, não serão atualizados para dar suporte ao Matter. 

"Como saberei se uma nova lâmpada LED inteligente a venda suportará o Matter?" 
 
Para os produtos existentes existentes em sua casa ou empresa com possibilidades de atualizações para o Matter, provavelmente os respectivos fabricantes lhe enviarão um aviso por e-mail ou uma notificação via aplicativo para a realização do devido upgrade no sistema.
Já para os novos produtos que você comprar, estes apresentarão o logotipo oficial do Matter (imagem acima) em suas embalagens ou nas páginas online das lojas autorizadas. 


PHILIPS FALA DO MATTER

George Yianni, chefe de tecnologia da Philips Hue na Signify concedeu uma entrevista ao site alemão Matter Smarthome.de. A empresa holandesa se descreve como líder mundial do mercado de iluminação e é uma defensora ativa do Matter. Aliás, quando pensamos em iluminação inteligente logo nos vem à cabeça a marca Hue e suas icônicas (e caras!) lâmpadas smarts coloridas. Espera-se inclusive que a linha Philips Hue esteja entre uma das primeiras prontas para uso no novíssimo padrão. 

A Codlux® resumiu esta entrevista em uma transcrição com destaque aos principais pontos da linha de pensamento da Philips para o novo padrão Matter. Acompanhe nas palavras de George Yianni
A Philips Hue sempre esteve entre as primeiras quando se trata de iniciativas de casa inteligente. Fomos parceiros de lançamento na Alexa, das integrações do Google assistente e do HomeKit da Apple. Como existem casos de iluminação controlada com termostatos, fechaduras de portas, etc., é importante estarmos bem integrados com todos os padrões na casa inteligente: mais de 700 integrações mostram que somos provavelmente o melhor produto doméstico inteligente integrado no mercado.

A capacidade de ter as integrações certas que desbloqueiem os recursos certos exige esforço. O Matter não precisa ser construído em cima de coisas que não são ideais mas, tem a possibilidade de controlar várias luzes ao mesmo tempo. Nem todos os padrões de casa inteligente hoje implementam isso corretamente. Alguns nos dão apenas 'sequências de comandos', o que não é a mesma coisa que um comando que controle tudo de uma vez. Graças ao nosso envolvimento na padronização do Matter, podemos garantir que o novo padrão seja implementado corretamente. Ao se estabelecer ao longo do tempo, o Matter liberará capacidades para outras coisas mais importantes. 

Nossos aplicativos móveis continuarão a usar a Hue-API para recursos bem mais ricos. Conforme fizermos inovações, elas chegarão primeiro ao aplicativo original Hue; depois, ao processo de padronização no Matter. E, se for alguma solução proprietária destinada apenas ao sistema Hue, não exibiremos publicamente todos os detalhes técnicos em questão. 



O Matter serve como uma integração de casa inteligente para vários produtos trabalhando juntos. Como se trata de uma experiência centrada em iluminação, o objetivo na API de nosso aplicativo será sempre oferecer a maneira mais rica de fazer isso com o máximo de funcionalidade possível. Colocamos disponíveis como padrão no Matter a capacidade de grupos e de cenas. Mas, quanto aos outros recursos bem mais completos e importantes no aplicativo Hue, ainda não sabemos. 

O Hue Bridge é a inteligência que coordena seus switches a funcionarem bem com as luzes, garantindo que a rede seja bem gerenciada. Mas, construir todas estas funcionalidades diretamente numa única lâmpada tornaria as coisas mais complicadas. E, não queremos movê-la para a nuvem. Ou seja, mesmo se usássemos o Thread (múltiplas execuções), ainda assim precisaríamos de uma 'ponte física' (bridge). 

Estamos trabalhando muito para que a rede Mesh com Zigbee funcione bem e por décadas. E o Thread em escala complexa nas atuais casas conectadas ainda não está preparado para uso. Estamos na verdade até com um pouco de receio do quão aberto o Thread seria agora: haverá muitas, muitas empresas com muitas implementações diferentes na mesma rede local. Então, eu vejo riscos e por isso, não temos planos ainda de construir lâmpadas no Thread. Eu não digo nunca, mas temos que “esperar para ver” em relação ao Thread. 
Muitas pessoas fizeram grandes investimentos em um sistema Hue como parte de sua infraestrutura doméstica, e não como um gadget para uso separado. E elas esperam que esses produtos permaneçam relevantes por pelo menos dez anos. Até agora, nunca pedimos aos consumidores que os substituíssem por novas luzes. - a não ser naquele caso de atualização de segurança no software das pontes de 2ª geração, as quadradas dos primeiros modelos sete anos atrás. O mais importante na casa inteligente é que os produtos possam ser protegidos contra ataques externos. Independentemente do hardware que você possui em seus chips, se alguém tiver acesso físico ao seu dispositivo e puder abri-lo, somos definitivamente robustos contra ameaças externas. 

Os maiores desafios na implementação do Matter é o código que temos que executar localmente na ponte (bridge) em um ambiente local - uma solução na nuvem seria muito mais fácil. A complexidade neste assunto se traduz em "estarmos implementando, ao mesmo tempo em que estamos padronizando". Então, é um processo onde você vai construindo num alvo em movimento. E, no final de tudo a maioria das pessoas 'não verá' o Matter. Elas continuarão sim vendo a Alexa, o Google Assistente, o HomeKit na Apple etc. Mas debaixo deles estará o Matter. E o seu sucesso realmente dependerá do que os aplicativos farão com este novo padrão e qual valor o consumidor dará a ele. 


Robson Giro, especial para a Codlux® 

Fontes: Developer Center (Google), The Verge, 9to5Google, Tecmundo, Gizmodo, Review Geek, MacMagazine, Techradar, MacDailyNews, Matter Smarthome.de, Consumer Reports, Alexa Live (YouTube), Techenet

Codlux® - Luz em Led


Luz é Função. Estamos empenhados nisso.

LEIA TAMBÉM
Smartz Lite
O controlador da energia com Alexa e Google Home para LED comum
 
Intelbras
Testamos produtos inteligentes da marca

Opus LED
Conheça a lâmpada inteligente
 
LED Inteligente - Um início de conversa
Saiba mais sobre o começo do mercado de LED Inteligente no Brasil 

LED Inteligente - Além da Lâmpada 
Explicando Assistentes e acessórios para a Casa Conectada 

LED Inteligente - Falando sobre Segurança 
Informações e dicas para a Internet das Coisas

 Apagão Inteligente 
Livre-se disso!

Amazon, Apple e Google se unem para melhorar a sua casa conectada! 
Gigantes da tecnologia anunciam parceria inédita para integração de seus assistentes 

Android 11 na Casa Inteligente 
Controle nativo a partir desta versão Android do Google 

5G e o LED 
Saiba mais da nova conexão para a sua Casa Inteligente 

Conheça o LI FI 
A super internet pela luz em LED!

Philips Hue no Shopping Eldorado 
Relembre nossa visita ao stand inteligente

 As novidades de 2021 
Uma lista ainda atual de produtos inteligentes para você consultar! 

LED Inteligente
Veja alguns equipamentos inteligentes  já lançados no mercado.

Expo Construção Offsite 
Veja um stand inteligente com LED da Codlux® 

Lar Inteligente 360º 
Reveja videos do importante evento de automação

Acompanhe o marcador do Blog: 
ILUMINAÇÃO INTELIGENTE 
Acompanhe as últimas notícias da iluminação inteligente no site:
CODLUXNEWS 

TOP PUBLICAÇÕES

Lar Inteligente 360º

Olá! Durante quatro semanas, especialistas e fornecedores vão apresentar virtualmente temas inéditos e soluções tecnológicas. É o  Lar inteligente 360º , um projeto online da  AURESIDE - Associação Brasileira de Automação Residencial e Predial . O objetivo é difundir conhecimento e promover debates com uma audiência seletiva e de forte influencia nos processos decisórios de projetos residenciais, tanto novos como na sua adequação de uso. Em todos os dias de palestras, haverão também apresentações de projetos, produtos e soluções para casas inteligentes e conectadas.  UM ENCONTRO VIRTUAL SOBRE TECNOLOGIA E O FUTURO DE NOSSAS CASAS! De 15 de setembro a 8 de outubro   Palestrantes:  Para conhecer melhor o programa e fazer sua inscrição gratuita, visite:   https://larinteligente.com.br/evento-online A Codlux® está acompanhando tudo e atualizará oportunamente esta postagem com as novidades mais importantes mostradas no evento, aguarde! ATUALIZAÇÃO EM 14/10/20 Acesse o resumo rápido do que j

Faria Lima Plaza: o Batata floresce!

Olá! Dia 17 de Agosto é o Aniversário de nosso amado bairro de Pinheiros aqui na cidade de São Paulo . Preparamos este super post especialmente para você que deseja morar, trabalhar, se divertir ou mesmo conhecer um dos primeiros bairros da segunda maior cidade da América Latina em 2020, onde a população já passa dos 20 milhões e a riqueza gerada, beira a casa dos US$530 bilhões ao ano. E Pinheiros hoje ilustra bem este progresso todo: uma edição da revista Veja São Paulo de Janeiro de 2019 destacava em matéria especial, um grande empreendimento a ser erguido no Largo da Batata , região do bairro de onde está localizada a Codlux®: o  Faria Lima Plaza . O projeto arquitetônico em questão é assinado pelo famoso escritório de arquitetura  Kohn Pedersen Fox Associates  (KPF), que tem vários outros 'skyscrapers' marcantes ao redor do mundo - imagens abaixo.  O Faria Lima Plaza tem o mesmo potencial em se tornar um grande e marcante ícone arquitetônico do mercado imobiliário pau

Codlux® no Pinterest: inspire-se como nós!

Olá! Está pensando em um projeto de iluminação e quer ir direto ao ponto, sem textão? Então, filtre o que você quer por imagens: acesse ideias e outros pins sobre Iluminação Led salvos na pasta "Luz em LED",  no Pinterest da Codlux®.  São muitas imagens para você consultar e se inspirar.  https://br.pinterest.com/codlux/luz-em-led/ Inspire-se, como nós! Siga o pincode abaixo e aproveite! Pincode Codlux® Codlux® - Luz em Led Luz é Função! Estamos empenhados nisso. 

Verão Codlux®

Olá!  😀  " Tava aflita já né minha filha?"   Pois ele chegou!!  Estamos no VERÃO ! 🌞 ✈️🏖🌊🤽‍♀️⚽️🏊‍♂️🍉🍸  Mesmo com a pandemia, Sabendo se Cuidar ,  dá para Aproveitar 👍🏻 E não se preocupe: a tecnologia Led economiza energia e também, não esquenta a iluminação de sua casa ou empresa. Mas, lembre-se de poupar toda água que puder nesta época de veraneio. Assim, não faltará recursos para continuar mantendo a sua higienização e de todos em dia. Rapidamente então, vamos aproveitar e lembrar aqui as melhores DICAS DE VERÃO  - novas ou já publicadas pelo Blog - para você se cuidar e cuidar bem de tudo na estação mais vibrante do ano. Também, atualizaremos esta postagem sempre que houverem mais informações e novidades. Acompanhe!  Como me previno do coronavírus no Verão? Estudos e especialistas especularam em Novembro de 2020 que o coronavírus teria mais dificuldade de se espalhar com a temperatura alta, resistindo bem menos tempo no calor. Isso porém foi colocado em dúvida n

Sumirê Lapa, São Paulo

Olá! Espelhamos aqui o Projeto de Andre Caixeta para a Perfumaria Sumirê  (unidade da da Lapa, São Paulo), em 2017. Luz em LED pontual e direta foi usada para destacar o seu excelente Mix de Produtos. O Resultado foi tão bom que estendeu-se posteriormente a outras filiais da rede. Acompanhe nas imagens.  Gemini, Hubble, Fadil Iris Gemini, Hubble, Fadil Canaleta Scutum  CONTINUAÇÃO EM 2020 Postagem originalmente publicada em 03/05/2017. Codlux® - Luz em LED Luz é Função. Estamos empenhados nisso. 

Retrospectiva Codlux® 2020

Olá! Quem diria que, num ano tão doido e 'arrastado' como foi 2020, chegaríamos enfim do outro lado desta conturbada travessia com um certo alívio. Este ano não era pra ser bem assim.  Todas as previsões feitas em 2019 apontavam uma certa melhoria nos números econômicos e sociais para 2020. E também muitos anos antes, num típico exercício de futurologia o site The Next Web em 27 de Janeiro de 2014 (onde você estava?) tentava nos prever como seria o ano de 2020. Baseado no livro "Shift 2020"  de autoria de  Rudy De Waele , um artigo no site compilou diversas previsões sobre como seria a vida seis anos depois, através de uma ampla gama de pensadores e agentes do setor de tecnologia. Dentre algumas destas certezas estavam:  “Haverá mais robôs usados ​​como terapeutas, companheiros, assistentes e até amigos para ajudar as pessoas no seu dia a dia." ( Ariane Van de Ven , especialista em tendências globais da Telefonica I + D ) “Os governos municipais farão trocas co

Expo Bella 2021

Olá! Dia 28 de Julho foi a vez da Codlux® conhecer mais de pertinho os lindos lançamentos da Edição Especial Expo Bella 2021 .  Em um belo showroom totalmente novo, a Bella Iluminação nos apresentou peças incríveis, em um evento presencial seguro (com pré-agendamento) para evitar aglomerações devido a pandemia.  Os lighting designers  Marcos Britto  e  André Caixeta  estiveram presentes no novo showroom da Bella Iluminação, junto a um representante da empresa.  Disponibilizamos agora para você, algumas imagens do que vimos no  Lançamento da Linha 2021 . ARANDELAS   PENDENTES SOBREPORES TERMOPLÁSTICO   Quer mais detalhes dos produtos? Assista ao video abaixo:  Gostou das novidades? Então marque  também um horário em nosso Showroom Técnico para discutir o seu projeto de iluminação, já com o Catálogo Linha 2021 da Bella Iluminação em mãos. Nossos profissionais explicarão a você todos os detalhes das aplicações para cada novo produto lançado no seu projeto luminotécnico. Inspire-se como

Tokyo 2020

Olá! 😀 As Olimpíadas 2020 🥇 em Tokyo no Japão🎎 começaram muito bem para o Brasil, com Marta fazendo 2 gols na goleada ⚽️ de 5 X 0 contra a China no Estádio Miyagi - em jogo da primeira rodada do Grupo F na estreia do futebol feminino nos jogos. Nossa torcida está com toda Equipe Olímpica e também, estamos na maior FÉ em Arthur Nory na Ginástica Masculina🤸🏻‍♂️! Lembramos que em 2019, Arthur Nory 🏅 conquistou o ouro em barra fixa no Mundial de Ginástica com uma grande apresentação em Stuttgart, recebendo o título mundial da categoria! Veja no video:   A belíssima  Tocha Olímpica  das Olimpíadas de Tokyo nos inspira nestes tempos duros de desafio e enfrentamento, onde os jogos esportivos motivam a todos nós em alcançar a VITÓRIA em nossas vidas! Como bem lembrou Thomas Bach em seu discurso na abertura dia 23 de Julho: “Hoje é um momento de esperança. Sim, é muito diferente do que todos nós imaginamos, mas vamos valorizar este momento porque finalmente estamos todos aqui junt

Chuva e Led combinam? Sim e não...

Olá! É época de chuvas fortes em boa parte do Brasil. Inclusive no nordeste este ano, as águas caíram em Alagoas por exemplo enchendo regiões inteiras e desabrigando milhares de famílias. Com todo o respeito as vítimas, é um momento também para lembrarmos da fragilidade do Led em relação a uma possível exposição constante a umidade e água. Basicamente, o uso da iluminação em Led deve primeiramente considerar o seu local de aplicação: se o equipamento será de interno ou externo. Resumindo de forma bem didática, todo equipamento Led que não tiver uma certificação de proteção "IP65 e/ou IP66", deve ser usado em áreas internas - protegido da umidade, vapores de água, respingos, chuvas, alagamentos e submersão. Estas são regras básicas que, obrigatoriamente, devem ser aplicadas as Lâmpadas para soquetes diversos, aos plafons para embutir em gesso ou laje, as fitas em Led etc. Para uso fora de ambientes fechados como um Refletor Led por exemplo, existe a devida norma técnica

Perspectiva Codlux® 2022

Olá! Nossa 2ª  Perspectiva Codlux®  para a iluminação de ambientes está pronta para você apreciar! Fomos buscar algumas das informações mais relevantes disponíveis que irão ajudar você ancorar as decisões para 2022 na casa, trabalho e tecnologia. Além disso agora, as melhores fontes consultadas estarão sinalizadas logo início do texto, como uma forma adicional de combate as fake news.  Boa leitura e, inspire-se como nós!  Design de Produto O que se espera como tendências para o ano de 2022?  A edição 2021 da mostra em São Paulo revelou o desejo de arquitetos e lighting designers para 2022 em especificar mais a iluminação indireta, sem muitos spots ou linhas LED cortando tetos e paredes.  Seguindo a tendência de tons terrosos, o bege e a madeira pedirão uma luz LED bem mais delicada nas superfícies do interiores e também nos 'truques'.  Peças com mais personalidade e funcionalidade serão destaque!  O site Designboom destacou como tendência em 2022 a loja da Haydon - Beauty Coll