Pular para o conteúdo principal

Dia da Iluminação - o legado de Thomas Edison



Faça-se a LUZ! 


Entre crenças, lendas e realidade, a luz sempre permeou nossa existência. De acordo com o livro de Gênesis, a luz foi criada por Deus quando ele proferiu uma simples frase: “faça-se a luz!”, separando o dia das trevas noturnas. Desde então, foram centenas de anos até que nossos antepassados pré-históricos controlassem o fogo, animando um pouco mais as noitadas nas cavernas.
Foi exatamente dessa forma que as noites se tornaram períodos minimamente aproveitáveis e confortáveis, por meio de tochas de madeira, velas ou lampiões a óleo ou gás, até o século XIX. “Para obter o óleo utilizado nas lamparinas, muitas baleais foram mortas. Com o tempo, o querosene passou a ser usado, mas a substância produzia muita fumaça e um cheiro forte. Sem contar os incêndios que ocorriam devido a queda desses acessórios”, lembra Denise Consonni, professora do Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas da UFABC.

💡Dia da Iluminação💡

21 de outubro. Em um dia como este, no ano de 1879, o norte-americano Thomas Edison transformava o invento da lâmpada incandescente em algo comercializável, usando uma haste de carvão (carbono).
Desde o início do século XIX, vários inventores tentaram construir fontes de luz à base de energia elétrica e, a maior dificuldade, era encontrar um filamento que não queimasse a lâmpada - atualmente é usado o filamento de tungstênio, cuja temperatura chega a 3000°C.
Para evitar a combustão dos filamentos, todo o ar da lâmpada é removido e, em seu lugar, são inseridos gases inertes. O grande problema é que o rendimento luminoso da lâmpada incandescente é muito baixo: apenas o equivalente a 5% da energia elétrica consumida é transformada em luz, os outros 95% acabam desperdiçados como calor.
Apenas por volta de 1800, com a invenção da bateria elétrica, que se começou a pensar em uma nova forma de produzir luz. Um dos pioneiros foi o inglês Humphry Davy. O químico descobriu que um dos caminhos mais simples era utilizar uma corrente elétrica para aquecer um fragmento de metal até atingir sua incandescência, emitindo luz. Esse embrião foi melhorado e ficou conhecido como a lâmpada de arco, mas era algo ineficiente para o uso cotidiano, pois além de gerar muito calor no ambiente, tinha baixa durabilidade e alto custo de produção.
Cerca de 60 anos depois e após uma série de outros químicos, físicos, mecânicos e inventores terem aperfeiçoado o protótipo de Davy – como Warren de la Rue, que introduziu a ideia de um bulbo fechado à vácuo, e Joseph Swan, responsável por produzir filamentos mais duráveis –, o jovem Thomas Edison começava a estudar como a energia mecânica poderia se converter em eletricidade.
Em dez anos de trabalho, o norte-americano, educado em casa pela própria mãe, já acumulava em seu currículo algumas importantes invenções. Com o dinheiro recebido com a venda de suas criações, montou uma espécie de fábrica-laboratório, batizado de Menlo Park, em Nova Jersey, nos Estados Unidos. Esse era o ambiente perfeito para a elaboração de uma versão comercial da lâmpada elétrica, do modo como a conhecemos hoje.
Além de uma boa estrutura, Menlo Park reunia uma equipe de físicos, engenheiros, mecânicos e até advogados, muitos foram estudantes das melhores universidades dos Estados Unidos. “Os empregados eram muito motivados e a maioria admirava Thomas Edison por ele ter sido pobre”, explica a professora da UFABC.
Esse verdadeiro trabalho em equipe culminou na resolução de uma série de problemas e novas descobertas. Até que em 21 de outubro de 1879, uma lâmpada composta por um filamento de algodão carbonizado dentro de um bulbo a vácuo brilhou por 45 horas seguidas, sob o olhar atento de Thomas Edison.

Mente inventiva

Thomas Alva Edison registrou 2.332 patentes em sua vida e era conhecido como "O Feiticeiro de Menlo Park". Ele foi um dos primeiros inventores a aplicar os princípios da produção maciça ao processo da invenção.
Entre fãs e desafetos, Edison possui mais de duas mil patentes em seu nome, como os precursores da vitrola e da câmera cinematográfica, e a saudação “alô” ao telefone – isso porque ele acreditava que a palavra era de fácil entendimento e evitaria possíveis confusões na comunicação. Ele também é o responsável pela fundação da Edison Electric Light Company, que mais tarde se transformaria no que hoje é a GE. A empresa mantem até hoje seu caráter inovador, com centros de pesquisa e desenvolvimento espalhados ao redor do mundo, gerando soluções e invenções. Para fazer suas lâmpadas funcionarem por exemplo, foi necessário um sistema completo de distribuição elétrica. “Muitos inventores já haviam construído a lâmpada antes dele. A solução genial de Edison foi ter criado esse conjunto de alimentação para poder vendê-las. Com isso, ele inventou um sistema de energia que move o mundo”, ressalta Antônio Emílio Angueth de Araújo, professor de Departamento de Engenharia Elétrica da UFMG.
Entre soquetes, caixas de junção, fusíveis, geradores, motores e condutores subterrâneos, Thomas Edison e sua equipe produziram mais de 50 mil lâmpadas logo no ano seguinte da divulgação do modelo incandescente, além de criarem a primeira central elétrica do mundo, a Pearl Station, para abastecer o distrito de Wall Street, em Nova York (leia o post a respeito AQUI).
As mudanças foram rápidas e, sem dúvidas, impactantes. Para se ter ideia, no período de transição era comum encontrar avisos explicativos, alertando que as novas lâmpadas dispensavam o uso de fósforos. “A partir daí, deu-se início a chamada ‘Era da Eletricidade’, novidade que levou iluminação às casas, além de inúmeras outras facilidades. Em 1900, a demanda por lâmpadas elétricas já era de 45 milhões só nos Estados Unidos”, diz Denise Consonni.
É interessante observar que mesmo em um período de intenso desenvolvimento tecnológico, como o observado nas últimas décadas, o modelo incandescente segue praticamente o mesmo princípio de funcionamento apresentado por Thomas Edison.
De acordo com a professora da UFMG, os principais aperfeiçoamentos foram a produção de filamentos de tungstênio, capaz de suportar altas temperaturas, e o uso de gás argônio dentro do bulbo, que evita a evaporação do novo elemento químico utilizado.
Vale lembrar que são necessários cerca de 3.000º graus para a produção de luz em uma lâmpada incandescente. Da energia consumida, 80% é usada para gerar calor e apenas 20% converte-se em iluminação. Devido a esse coeficiente de eficiência energética, o modelo começa a perder mercado depois de reinar absoluto por muitos anos. Hoje, as lâmpadas de Edison passaram a ser substituídas pelas fluorescentes ou de LED – essa última é capaz de converter 40% da energia em luz.

Um gênio controverso

Em artigo publicado pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, Evandro Mirra de Paula e Silva, professor emérito da UFMG, cita a invenção da lâmpada incandescente como um ótimo exemplo de inovação. De acordo com o acadêmico, seu desenvolvimento não foi produto do talento de uma única pessoa. Pelo contrário, exigiu a integração do trabalho de diversos atores.
Entretanto, a eleição de Thomas Edison como o maior inovador foi recebida com ressalvas, já que muitos questionam o fato dele se apropriar de ideias de outras pessoas, adicionar melhorias e depois patenteá-las. “Talvez devido às muitas dificuldades que passou durante sua infância e juventude, Edison era um homem ressentido e sem muitos escrúpulos para se apropriar do trabalho de outros, caso isso fosse lhe trazer vantagens”, sugere Denise.
Dentre suas principais rusgas estava o engenheiro elétrico e ex-funcionário Nikola Tesla. Os dois travaram uma batalha para defender qual seria o melhor sistema de transmissão elétrica a longa distância: o de corrente contínua ou o de corrente alternada. Mesmo perdendo dinheiro e até tentando desmoralizar o oponente eletrocutando animais em praça pública – para mostrar o quanto a outra opção era perigosa – ,Thomas Edison só se deu por vencido quando o sistema de corrente alternada já era maioria nas instalações públicas.

O Pai da Iluminação 

Thomas Alva Edison morreu no dia 18 de outubro, aos 84 anos, em West Orange, Nova Jersey, nos EUA.
Mesmo após sua morte, Edison continuou gerando fatos notáveis: todas as lâmpadas dos Estados Unidos foram apagadas durante um minuto como um sinal de respeito a sua morte, que aconteceu no dia 18 de outubro de 1931, e mais de quatro milhões de páginas de documentos ficaram sob os cuidados da Universidade Rutgers e do Edison National Historic Park, que preserva o laboratório e a residência do inventor, em Nova Jersey. O jornal O GLOBO, que vinha informando sobre o agravamento de seu estado de saúde desde o dia 9 de outubro de 1931, noticiou assim seu falecimento: "O desaparecimento do maior gênio inventivo da humanidade".
Na mesma semana que marca o dia de sua morte (18/10), o Dia Nacional da Inovação (19/10) e o dia da invenção de sua versão da lâmpada (21/10), vale lembrar que Thomas Edison foi eleito a figura mais inovadora de todos os tempos, de acordo com uma pesquisa realizada pela MIT (Massaschusetts Institut of Technology), entre jovens de 16 e 25 anos.




Fontes: History, Época             

Mais lidas

Ring Light Codlux® - Poderosa, Exclusiva e Edição Limitada!

Beauty Light, Makeup artist, MakeUp, Maquiagem, Youtuber, Cabeleireiros...  Estas são as hashtags que mais bombam na internet atualmente.
E o nome disso é o sucesso absoluto alcançado pelos chamados Influenciadores.
São eles agora que ditam as regras não só do que você vai usar mas principalmente, como deverá usar!
Tutorials e mais tutorials se espalham de graça pela rede para quem quiser atualizar-se com as tendências, inadiáveis.
Porque o tempo voa. Você não quer esperar.

Foi pensando nisso que o expertise da Codlux® em Adequação e Desenvolvimento encontrou a solução ideal e, principalmente, mais econômica para a falta de uma Ring Light de qualidade e com preço imbatível no mercado:

Apresentamos a
RING LIGHT CODLUX® 



Uma solução em Led profissional para um equipamento surpreendentemente eficaz! O alcance potente e difuso da Ring Light Codlux® deixa as makes e videos com o efeito de Luz ideal para que a sua ideia ganhe Vida e Brilho de verdade!
Em salões de Cabeleireiros, ela é usada…

Lâmpada Led com INMETRO vale a partir de hoje para todos!

Hoje é dia 17 de janeiro de 2018.

Uma data importante para o mercado da iluminação e principalmente para você consumidor: a partir de hoje, lâmpadas em led não poderão mais ser comercializadas para o consumidor final sem o selo e respectiva certificação do INMETRO, segundo sua portaria de nº144/2015. Esta medida vem sendo anunciada desde 2015 e implementada ao londo de 2016 e 2017 para aí sim, ser finalizada neste ano de 2018.

Visando maior segurança e confiabilidade do produto para o consumidor/usuário final, seguiu-se um cronograma rígido para o fim da comercialização de lâmpadas led sem o selo do INMETRO e as seguintes datas limites tiveram que ser seguidas:

- 17 de fevereiro de 2016 - prazo máximo para colocar as mercadorias no porto de origem rumo ao Brasil

- 17 de outubro de 2016 - prazo máximo para o fabricante/importador vender para o lojista

- 17 de setembro de 2017 - prazo máximo para o grande lojista/atacadista vender para o pequeno lojista/consumidor final

- 17 de janeir…

A Força do Led na Terra! E na sua Casa...

Fontana Di Trevi, Roma.
Fevereiro de 2017 
Esta fonte é um dos charmes de Roma para quem caminha entre as ruas da capital italiana.
A iluminação dourada que vem de seus tradicionais Lampiões dá o tom nostálgico e glamoroso.
Mas isto logo irá mudar!
A cidade trocará este sistema antigo por lâmpadas de LED.
O objetivo é economizar na conta de luz em milhões de euros, segundos as autoridades.
Há quem diga que a nova iluminação é muito clara e desconfortável: o arquiteto renomado Paoplo Portoghesi, da Universidade La Sapienza, chamou a decisão de "um insulto à sensibilidade e inteligência" dos romanos, por intervir num aspecto sensível da cidade.
- É um grande erro - disse, ao 'Telegraph', Salvatore Nicastro, garçom de um café no centro histórico de Roma. A visão de "La Dolce Vita" dos Anos 50 está comprometida, segundo ele.

2014.
Algo parecido ocorre em Porto Alegre com a nova Iluminação Led a ser instalada na Avenida Borges de Medeiros: os icônicos postes…

Erros de Projeto: precisamos conversar sobre isso.

Uma publicação compartilhada por Codlux - Luz em LED (@cod_lux) em Out 6, 2017 às 3:16 PDT
A coisa não está fácil pra ninguém.
Economizar hoje, agora, deixou de ser apenas mais uma opção para tornar-se a realidade inadiável quando se tratar da execução de nossos Projetos de Vida.

No caso da Iluminação de ambientes, podemos agora mesmo estar gastando muito, mas muito mais dinheiro que imaginamos quando pensamos somente em economizar.
Como?

A Codlux® preparou este post especial sobre o assunto aqui no Blog para ajudar você a ficar alerta a alguns erros básicos que podem ser cometidos em um Projeto Luminotécnico.

Juntamos em uma compilação as melhores citações ao tema postadas aqui neste Blog, com dicas de nossos profissionais Andre Caixeta e Marcos Britto.

Aproveite a leitura e um bom planejamento de projeto para você, juntamente é claro, com o nosso expertise: o desenvolvimento de projetos da Codlux®.



Foi no dia 17 de Abril de 2017 que criamos o Blog Codlux®.
De lá pra cá, já foram pu…

Água: pura, simples... e finita!

Hoje é dia 22 de março, importantíssima data em que se comemora o Dia Internacional da Água.

Todos nós sabemos como é importante cuidarmos da Água em nosso planeta e o quanto se faz necessário compartilharmos todo Alerta importante, por mais óbvios que possam parecer.
Achamos até que, por causa desta mesma obviedade, as pessoas deixam passar certos cuidados básicos com a Água, como evitar o seu desperdício, tomar cuidado com toda água contaminada, cobrar dos governos e das empresas atitudes mais responsáveis no trato dos recursos hídricos etc...

A Codlux® preparou este post especial sobre um assunto tão importante aqui no Blog para ajudar você a orientar-se melhor quanto ao urgente alerta global.
Abordaremos com números e dicas todos os aspectos do tema e atualizaremos a postagem regularmente.
Porque o nosso tempo está ficando cada vez mais curto para solucionarmos as futuras crises que já se alinham no horizonte de nossa civilização moderna.
Ajude a preservar este recurso tão vita…

Interfab Retail Design & Industry e Torre Forte Comunicação Visual

Interfab Retail Design & Industry e Torre Forte Comunicação Visual:
Usando nossos Insumos em PCBs Led para seus Clientes. Duas grandes empresas no ramo do Marketing Corporativo e Comunicação Visual escolheram a Codlux para fornecer componentes Led a seus produtos e serviços.






Nossa sinalização visual e a de outras empresas foram confeccionadas pela Torre Forte também usando estes PCBs.







Em nossos escritórios, usamos os PCBs pousados em perfilados e voltados para o teto com efeito de iluminação indireta. A reflexão de sua luz preenche muito bem os ambientes de forma difusa, eficiente e muito confortante.





PCB 10W em Led - equivalente a 40W de uma lâmpada fluorescente.



Os Módulos de 3 Leds também são muito procurados devido a seu baixíssimo consumo e fácil aplicação nas mais diversas finalidades.

Showroom Codlux®: Em exposição e a sua disposição.

A CODLUX® ESTÁ SEMPRE ACESSÍVEL PARA VOCÊ. 

Visite-nos! 
A Codlux - Luz em Led, tem o seu Showroom localizado no bairro de Pinheiros - ao lado da estação de Metrô Faria Lima (Linha 4 Amarela).

Seu horário de funcionamento é de segunda a sexta, das 09h00 as 18h00. Lá você pode entrar em contato direto com os nossos profissionais em luminotécnica e também conhecer muitos dos produtos disponíveis em nosso site codlux.com.

Uma publicação compartilhada por Codlux - Luz em LED (@cod_lux) em Set 14, 2017 às 7:35 PDT


Caso necessite agendar uma visita fora do horário comercial, pode solicitá-la previamente por telefone (sujeito a confirmação).

ENCONTRE-NOS!
A Codlux® situa-se em uma região revitalizada na cidade de São Paulo:


Rua Cardeal Arcoverde nº 2859, Pinheiros - São Paulo - SP

CEP 05407-004

Entre a Estação Faria Lima do Metrô no Largo da Batata

e o Shopping Eldorado.


Segunda a Sexta, das 09h00 as 18h00

Pagamento: Boleto, Depósito Bancário, Rede Shop e principais Cartões de Crédito.

Contate-…

A Codlux® precisa da Sua Opinião

Nós da Codlux - Luz em Led somos profissionais que prezamos pela Atenção Máxima dedicada aos Nossos Clientes.

Sabemos que suas dúvidas, por mais simples que sejam, tem por trás um anseio na certeza em estarem realmente tomando a decisão correta, o que nos Encoraja cada vez mais a Aprimorarmos nosso Aprendizado Diário para sanar todas as questões que possam envolver seus Projetos Luminotécnicos, com a Garantia que Profissionais com mais de 15 Anos no Mercado da Iluminação podem oferecer.

E o meio para isto tudo é o nosso Pós-Venda.

Ele continua aqui, também neste Canal.

Por Gentileza, deixe sua Dúvida, Crítica, Opinião, Sugestão ou Mensagem clicando na imagem acima.

Se preferir, envie um e-mail para o nosso SAC: sac@codlux.com

A Codlux - Luz em Led está sempre Acessível para você.

Furto de LED

Antes de começarmos a falar sobre o assunto, preste bem atenção nestas notícias:


Pega ladrão de led!!!
23/05/2017



Um homem de 21 anos foi preso pela Polícia após ter furtado lâmpadas de led em dois estabelecimentos comerciais da cidade de Manhuaçu na madrugada de terça-feira dia 23/05 em uma loja do Centro da cidade. O autor foi identificado pelos policiais conduzido à delegacia, mas a lâmpada já havia sido vendida. Na madrugada seguinte ele agiu novamente mas, desta vez, policiais estavam de patrulha no bairro e viram que o indivíduo portava-se de forma suspeita ao perceber a presença da PM, sendo abordado e uma luminária de led encontrada com ele, que afirmou que havia retirado a lâmpada de um poste que fica em frente a um hotel. O autor foi preso novamente e conduzido à delegacia onde foi autuado.


Ciclovia em Curitiba tem iluminação Led roubada!
09/08/2017



Bandidos serraram os postes (!!!) para levarem as peças de um lote furtado (36 unidades até agora) avaliado em R$64,4 mil.
A solu…

Volta às Aulas Codlux®

Está chegando a Volta às Aulas.

Em São Paulo, o ano letivo se dará em 1º de fevereiro e o primeiro semestre terminará dia 27 de junho para todas as cerca de 5 mil unidades de Ensino Fundamental, Médio e Educação de Jovens e Adultos.
Já as aulas regulares do segundo semestre têm começo agendado para 1º de agosto.

Para garantir o cumprimento dos 200 dias letivos, previstos na Lei de Diretrizes e Bases (LDB), as escolas encerraram a programação pedagógica dia 20 de dezembro último.

As escolas recebem matrículas de novos alunos interessados em ingressar na rede estadual durante todo o ano letivo. Para fazer o cadastro, basta se dirigir à unidade de ensino mais próxima e preencher o formulário. É indicada a apresentação de documento de identidade (certidão de nascimento e RG) e comprovante de residência. No caso de alunos menores de idade, o cadastro deve ser feito por pais ou responsáveis.


Prioridades

Se você é um pai ou mãe, isso significa despesas para compras de materiais e mensalidad…