Pular para o conteúdo principal

Home Theater: assista com a melhor iluminação



Olá! Foi num domingo do dia 9 de Fevereiro de 2020 que ocorreu a 92ª edição do Oscar, prêmio mais importante do cinema mundial que contou com algumas surpresas e vários momentos emocionantes. O principal destaque daquela noite ficou com Parasita, filme sul-coreano que concorria em seis categorias e levou 4 estatuetas: Melhor Filme, Melhor Filme Internacional, Melhor Roteiro Original e Melhor Direção para Bong Jon Ho. O cineasta conseguiu desbancar Sam Mendes, que concorria com o filme 1917 e, era tido como o grande favorito da noite. O mundo naquele ano, ainda era tido como "normal", inclusive no entretenimento: cinemas abertos, shows e espetáculos com aglomerações e eventos e festas realizados presencialmente. A própria celebração do Oscar em 2020, teve apresentação da cantora norte-americana Janelle Monae, que 'desceu à plateia' e fez Leonardo DiCaprio e Bire Larson cantarem com ela. Consegue imaginar isso hoje, em plena crise do coronavírus? 

Cinema na era COVID


Chineses usam máscara e distanciamento em cinema de Hangzhou, China (20/07/2020)

Com os cinemas posteriormente fechados ano passado e também agora em 2021 por causa da pandemia do coronavírus, Netflix, Amazon e Disney se tornaram então os principais canais responsáveis por levar as produções de Hollywood para espectadores do mundo inteiro. Após um ano passado atípico, já era de se esperar que a maior parte dos indicados ao Oscar 2021 fosse também disponibilizada para o grande público, através do streaming ou em cópias digitais. Juntas, Netflix, Prime Video e Disney+ têm 20 filmes indicados ao Oscar 2021, tanto em categorias principais, quanto técnicas. Você pode conferir onde assistir aos principais concorrentes ao Oscar 2021 no link disponibilizado pelo site OmeleteAQUI. Confira a lista dos principais indicados: 


 Melhor Filme
Meu pai
Judas e o messias negro
Mank
Minari
Nomadland
Bela vingança
O som do silêncio
Os 7 de Chicago 



 Melhor Ator
Riz Ahmed em "O som do silêncio"
Chadwick Boseman em "A voz suprema do blues"
Anthony Hopkins em "Meu pai"
Gary Oldman em "Mank"
Steve Yeun em "Minari"



 Melhor Atriz
Viola Davis em "A voz suprema do blues"
Andra Day 
em "Estados Unidos Vs Billie Holiday"
Vanessa Kirby 
em "Pieces of a woman"
Frances McDormand 
em "Nomadland"
Carey Mulligan 
em "Bela vingança" 


 Melhor Trilha Sonora
Destacamento blood
Mank
Minari
Relatos do mundo
Soul



 Melhor Canção Original
Fight for you em "Judas e o messias negro"
Hear my voice 
em "Os 7 de Chicago"
Husa'vik 
em "Festival Eurovision da Canção: A saga de Sigrit e Lars"
Io sì 
em "Rosa e Momo"
Speak now 
em "Uma noite em Miami" 


 Melhor Efeitos Visuais  
Problemas monstruosos
O céu da meia-noite
Mulan
O grande Ivan
Tenet 



 Melhor Maquiagem e Penteados   
Emma
Era uma vez um sonho
A voz suprema do blues
Mank
Pinóquio 

Streaming e gadgets bombaram no Home Theater em 2020



A cerimônia de entrega dos prêmios aos indicados ao Oscar tem um custo estimado em US$ 44 milhões (de acordo com a Revista Forbes) e, sua última edição está marcada para o dia 25 de Abril de 2021 em caráter agora presencial - mesmo com a insistência da COVID-19. Isto porque, segundo a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, atores, atrizes e seus respectivos acompanhantes são considerados “trabalhadores essenciais”. Aqueles envolvidos na produção do Oscar, bem como os indicados e seus acompanhantes, qualificam-se agora como ‘trabalho essencial’ e, por isso, têm a permissão para viajar para dentro e para fora do centro de testes, ensaios e todas as atividades organizadas pela Academia durante a produção e, claro, cerimônia final da premiação - declarou a entidade ao site Variety. Todos os presentes à atual cerimônia devem apresentar pelo menos três testes (PCR) negativos de infecção pelo novo coronavírus a uma semana do evento (2 deles fornecidos pela própria entidade). Os participantes deverão também estar em quarentena e isolamento próprio até o dia 8 de Abril. Com todas estas precauções, o evento terá um tom mais LIVE e presencial este ano, gerando maior audiência e consequente 'prazer' nos espectadores que assistirem ao Oscar, sem fundos disfarçantes ou meia dúzia de gatos pingados nas interações. Mesmo assim, será em casa que o público estará para assistir aos filmes indicados ao Oscar 2021 e poder assim, torcer pelo seu favorito.

Com as telas de cinemas ainda apagadas em shoppings e grandes teatros na maioria das grandes megalópoles do planeta, é no streaming que se encontrará a salvação da lavoura para a sétima arte: o consumo de vídeos online nas redes sociais e aplicativos aumentou também Brasil em 2020. Enquanto no mundo foi 65%, no Brasil alcançou 80%. Nos serviços por assinatura paga, este alcance foi de 62% nos usuários brasileiros, enquanto em outros países foi de 50%. A pesquisa é da Inside Video e divulgada pela Kantar IBOPE Media. Aliado a isto, produtos tecnológicos de valor mais alto e com melhor desempenho de áudio foram os mais procurados em 2020 no mundo desde o isolamento social, segundo pesquisas da consultoria britânica Futuresource. A lista de equipamentos integra:
- Fones de ouvido sem fio AirPod Pro, da Apple
- Fones de ouvido sem fio WH-1000XM da Sony com cancelamento ativo de ruídos externos 
- Soundbars com processamento Dolby Atmos e DTS:X na faixa acima de US$ 1.000
 

Estes são alguns exemplos dessa tendência, onde produtos mais caros tiveram maior procura no ano passado em comparação a 2019. A pesquisa indicou que, grande parte dos consumidores que passam agora mais tempo em casa têm buscado melhores opções de entretenimento doméstico, tanto em áudio quanto vídeo. As vendas mundiais de soundbars com processamento de áudio mais sofisticado por exemplo, subiu 32% sobre o ano anterior. Segundo pesquisadores, o dinheiro que normalmente seria usado em viagens e lazer fora de casa foi revertido na compra de caixas acústicas, amplificadores e até toca-discos de vinil – que tiveram grande aumento na procura em 2020: players de 'bolachões" com valor acima de US$ 5.000 cresceram 15% nas vendas, comparado a 2019. 

A iluminação em LED no seu Home Theater



Se todo esse burburinho que o entretenimento está causando hoje em nossos lares justifica-se pelo maior conforto e satisfação vindos da moderna tecnologia em equipamentos de audio e video, porque não pensarmos também na mesmas possibilidade em relação a iluminação para o lazer caseiro? 

Existem uma gama de opções neste sentido, que vão das caras e sofisticadas até as mais acessíveis e de fácil aplicação. Empresas especializadas em Home Theater sempre terão a melhor proposta para a acústica e ambientação cênica em sua sala de TV/Cinema. Mas, o custo para isso geralmente é altíssimo a maioria das pessoas. E, se formos ainda considerar a automação geral de uma casa integrada a seu Home Theater, o valor total do projeto completo pode passar fácil dos R$120.000,00 - para um apartamento por exemplo de 400m² (metros quadrados), incluindo já nesta conta todos os equipamentos e mão de obra necessários. 

Se você porém ainda não está preparado para gastar cerca de R312,00 por m² em um projeto de Home Theater TOP, veja abaixo algumas dicas importantes na hora de planejar a iluminação do seu próprio Cinema em Casa. 

- Monte sua sala de Home Theater em um espaço dedicado. Uma sala de home theater é um espaço exclusivamente dedicado a assistir vídeos em tela grande. Isso significa que, nenhuma outra atividade acontece naquele ambiente, exceto para as relacionadas ao entretenimento de exibição de video. Quando o home theater compartilha espaço com outras atividades, sua experiência cinematográfica fica comprometida ou, reduzida. Por exemplo, quando o home theater 'não dedicado' compartilha seu espaço com uma cozinha, sons e cheiros o invadem perturbadoramente. Se o Home Theater estiver em um living/sala de estar, crianças correndo, tráfego em corredores de acesso e atividades diversas na casa serão difíceis de se evitar para o perfeito controle da luz e do silêncio necessário, prejudicando a experiência audiovisual. Quartos extras funcionam bem para um home theater, mas eles precisam ser longos o suficiente para que os espectadores possam manter uma distância adequada da tela. Isso é especialmente importante com projetores de vídeo. Na extremidade final, um projetor precisa de aproximadamente uma distância de projeção de 14 pés para lançar uma imagem diagonal de 150 polegadas, embora projetores de curta distância estejam disponíveis. 

- Ambientes de conforto e cênicos (que pedem destaque nas cores) tem na luz amarela (temperatura de cor 3.000K) o tom ideal para relaxar e sociabilizar, como em um Home Theater por exemplo, onde encontra-se a sua TV e som dedicado para assistir a filmes, séries, lives musicais, jogos da Copa do Mundo e mesmo outros eventos esportivos etc.  


A dica aqui é, além desta aplicação de luz correta, a facilidade no seu acionamento 

- Jamais acenda de uma só vez todas as lâmpadas e luminárias LED de uma sala de estar ou de TV: isto arruína qualquer clima informal, de aconchego ou celebração, devido ao desconforto vindo da desagradável 'surpresa' de um acionamento total. 

- Um bom sistema de automação mecânica dimerizável pode distribuir e equilibrar os focos de luz nos equipamentos LED em seu Home Theater de maneira muito eficiente. Porém, esta solução ainda é cara e não tem um padrão definido no Brasil (lâmpadas e outros produtos led de muitas marcas não são ainda completamente compatíveis com alguns sistemas de dimerização e automação), o que pode lhe trazer muito prejuízo e dores de cabeça. 

- Você pode, como opção a dimerização mecânica, tornar todos os acionamentos independentes em seu novo projeto ou retrofit (troca, reforma) de iluminação. Os interruptores independentes sempre ajudam a otimizar melhor a luz e tornar a sala mais aconchegante, além de reduzir reflexos nas telas das tvs - que prejudicam a visão dos espectadores. É um custo a mais no projeto (comparado a um acionamento único para partes ou a todos os equipamentos) mas, infinitamente mais barato que a dimerização e automação mecânica ou autônoma - a regra aqui é, quanto mais independentes os acionamentos nos equipamentos em LED, maior sua criação de cenas, eficácia e durabilidade. 

- Criar disjuntores independentes também para a iluminação em LED geral é outra dica valiosa para proteger a longa vida das luminárias. Eles evitam a queima dos drivers dos equipamentos em LED com maior eficiência.

- Spots em LED são o coringa da iluminação em Home Theaters, por sua enorme variedade de modelos e funções. A principal delas é não propiciar uma luz difusa e sim, luz direta focal em elementos decorativos ou em apoio como uma luz de auxílio - tarefa bem diferente da luz de serviço, que deve iluminar por completo a sala para sua manutenção e higienização. 








- Em salas de TVs, a correta distância linear que os spots em LED devem ficar no teto é bem acima da TV ou Projetor e/ou afastados a 1,50m deles lateralmente. 



- Estes spots devem ser focais e ter o seu corpo orbital/orientável (não fixos) para que o seu foco possa ser girado e voltado levemente para trás do equipamento de video, evitando não só reflexos e desbotamentos nas imagens mas também, ofuscamento na visão de quem está assistindo a TV.



- A luz em LED central da sala pode ser adquirida na temperatura de cor 4.000K mas, também deve ter o seu acionamento independente: caso os moradores façam uso desta sala para estudos ou home office, pode-se optar aí sim pela temperatura de cor 6.000K, que ajuda na concentração e retenção de informação pelo cérebro. 

- A luz em LED indireta contribui melhor com salas de entretenimento: como sua projeção volta-se sempre para tetos, sancas, paredes ou elementos decorativos, não há risco de má incidência no auxílio a iluminação geral ou ofuscamentos para o espectador de video. 


- A potência do LED influi diretamente no conforto das áreas de convivência como as de TVs. Normalmente, as pessoas erram para o excesso de luz por não terem a noção correta ou serem mal atendidas quanto compram seu equipamentos LED. 

- Você nunca entrou em um cinema com janelas. Então, tenha isso em mente ao planejar seu home theater:





Se a sua sala de cinema em casa tiver janelas, bloqueie as entradas de luz com cortinas ou persianas escuras pesadas - certificando-se de que elas tenham trilhos para evitar luz nas laterais. Cortinas motorizadas também podem adicionar um efeito emocional incrível ao seu ambiente ao serem programadas se fecharem automaticamente e escurecer a sala antes de iniciar o filme.



As persianas ou cortinas ajustáveis devem ser feitas de material blackout, para reduzir o nível de luz na sala e eliminar qualquer reflexo na superfície da tela. 






- Uma sala projetada para projeção frontal de video deve permitir que a visualização ocorra na escuridão total. É o mesmo que assistir a filmes no cinema.

- Teto pintado na cor preta melhora muito a experiência com filmes por absorver a luz emitida pelas telas grandes. A iluminação do home theater pode ser controlada com o uso de uma tinta de cor escura nas paredes. Os Home Theaters se beneficiam até mesmo de tetos mais escuros próximos à tela. 



O branco nos tetos é conhecido por refletir o máximo de luz no ambiente. Mas, em Home Theaters, a reflexão da luz não é desejável. Portanto, considere atenuar a cor do teto com um cinza ou outra cor de tinta neutra. Observe abaixo, como o branco nos assentos reflete a pouquíssima luz neste Home Theater: 



- Deixe algumas luzes em LED embutidas acesas ou, bem reduzidas para uma visualização casual em casos de eventos sociais, festas intimistas ou de premiação. 

- Escadas ou degraus no home theater pedem uso de fitas LED ou balizadores para os tornarem mais seguros quando o espectador transitar no escuro. 







Use-as também sob as cadeiras, para adicionar um toque de luz ou de cor.



As fitas de LED vêm em uma variedade de temperaturas de cor, formas e intensidades. Você pode até escolher tons diferentes para um toque lúdico ou para combinar com o resto da sua decoração - desde que não interfiram de maneira ampla e difusa na escuridão.

- Luzes ao lado dos assentos são bem vindas se você tiver mesas laterais em cada lado no seu Home Theater.




Elas podem ser usadas ​​para quando você precisar localizar o controle remoto, ir ao banheiro, etc. 



Mas, se você tiver uma iluminação vinda de arandelas nas paredes laterais por exemplo, então estas lâmpadas nos acentos não são realmente necessárias:  










- Mantenha a simplicidade na sua sala de Home Theater. Evite a tentação de carregá-lo com 'curiosidades' e colecionáveis perto da tela. Você pode ter comprado pôsteres de filmes em um leilão e desejar exibi-los no seu Home Theater, mas eles oferecem distração desnecessária quando são postos perto da tela.



Existem ainda aqueles que iluminam estes pôsteres com spots LED focais muito fortes, distorcendo tudo no ambiente do Cinema em Casa! Se eles realmente forem necessários, instale-os atrás dos espectadores. E, sem luz de destaque exageradamente acesa sobre eles durante as sessões de video. 

- Portas e janelas maciças absorvem e reduzem a transmissão de som entre as salas adjacentes. 

 - Qualquer coisa que não seja a tela de video em si e que reflita a luz de volta para o visualizador, deve ser evitado. Isso significa que, sua pintura deve ser mantida sem brilhos, de preferência fosca. Maçanetas brilhantes, dobradiças, luminárias, kits de iluminação embutidos, bancadas e inserções de lareira devem ser evitadas na zona crucial entre a tela e o visualizador. Se você tiver objetos reflexivos, considere reduzir o brilho deles pintando-os com tinta fosca na cor preta. 

- Os detalhes no design de interior do Home Theater também deve ser valorizado. E isto é algo que só a aplicação da correta iluminação em LED pode oferecer, sem prejuízo a experiência do espectador de video. Spots focais, arandelas, canaletas e fitas LED bem posicionados criam o perfeito jogo de luz e sombra que encanta o público e o prepara para o show, como numa sala de cinema. 











- Céu estrelado: realmente, uma disposição cênica linda no Home Theater! Aplicado com centenas (ou milhares) de pontos de luz em fibra ótica, ele dá uma ambientação mágica ao teto do Home Cinema. Assistir a filmes de ficção científica ou contos de fadas com eles acesos, transporta todos os espectadores a cena. O único cuidado é desativá-lo quando a sessão não pedir algo tão lúdico. 






- Sistemas de TVs com projeção traseira de video em tela grande toleram uma sala mal iluminada, porém para se obter melhores resultados a iluminação do Home Theater pode ser dimerizável. 

- Sistemas de visualização direta de video (TVs LCD/LED/OLED etc), permitem assistir TV com as luzes em LED acesas. Mas, deve-se tomar cuidado com o posicionamento da iluminação em LED no Home Theater em relação à tela da TV, para evitar ofuscamentos.

- Atenção especial deve ser dada às superfícies curvadas de algumas telas de TVs antigas ou mesmo mais novas em LCD/OLED. As superfícies das telas de TVs planas são menos suscetíveis a ofuscamentos, mas não completamente livre dele. 

- Com TVs de visualização direta menor que 37 polegadas, recomenda-se usar uma luz indireta de baixo nível atrás da tela. Isso ajuda a reduzir a fadiga ocular que pode surgir quando se assiste a uma imagem pequena e relativamente brilhante em seu campo de visão. Isso não se aplica a telas maiores. 

- Está em dúvida sobre a distância certa para deixar o espaço entre a TV e o sofá? Veja a dica do site Zoom:

- Ajuda e muito também no seu Home Theater:

-Iluminação embutida (auxilia na luz difusa)
- Arandelas de parede (luz indireta com mais charme)
- Iluminação ambiente (em pontos estratégicos)
-Fitas LED ou de fibra óptica no chão e rodapés (melhora a noção de espaço)
-Lâmpadas de apoio ao lado de assentos (para alimentação, controles etc)
-Cor das paredes mais escuras (evitam reflexão da luz)
-Elementos decorativos não muito brilhantes/refletivos (absorvem o excesso de luz e não incomodam)
-Verificação do som ambiente (quanto mais envolvente, menor o cansaço auditivo por tentar entender o que se fala na tela)
-Boa ventilação


A iluminação aplicada as TVs
Não consegue ver o que está na tela da sua TV? Pode ser a iluminação do ambiente. Combata a refletividade com luzes de realce em LED, iluminação polarizada e muito mais. 

Reflexos

Os reflexos na tela da sua TV arruínam qualquer experiência ao assistir TV. Explorar os fatores de iluminação da sala que podem afetar a qualidade da visualização da sua TV, você pode otimizar esta situação para não ter uma experiência inferior. Estas informações se aplicam a televisores de diversos fabricantes, incluindo, mas não se limitando a, aqueles fabricados por LG, Samsung, Panasonic, Sony e Vizio. Vamos entender primeiro como a luz da imagem atinge nossos olhos. 

Em TVs, você olha diretamente para a luz que a TV emite na tela. O tipo de superfície da tela pode afetar a qualidade das imagens que chegam aos seus olhos. Por exemplo, embora uma camada de vidro adicional possa proteger o painel da TV de poeira e manchas e ainda seja mais fácil de limpar, ela aumenta a suscetibilidade a reflexos de luz. Antigas TVs de LED/LCD podem apresentar apenas o painel da tela sem vidro adicional, mas antigas TVs de plasma normalmente tem vidro sobre os painéis da tela, que são mais reflexivos. Além disso, TVs LED/LCD emitem mais luz do que as TVs OLED ou Plasma. Portanto, se você for assistir a conteúdos de entretenimento em uma sala bem iluminada, prefira sempre uma TV LED/LCD, que não acarretarão problemas de reflexão de luz. 

No entanto, outra característica da TV que pode afetar as imagens que você vê é se o aparelho tem uma tela plana ou curva. As TVs de tela curva antigas podem distorcer a luz que atinge a tela em uma sala bem iluminada, resultando em uma experiência de visualização ruim. Já o mesmo não acontece com as TVs de telas curvas de última geração. 

Para os projetores de vídeo, as imagens são vistas como resultado da luz indireta que é refletida em uma tela de projeção ou parede. Se a tela não refletir bem esta luz de volta para a área de visualização do telespectador, as imagens podem ficar mais escuras do que necessário. A luz que atinge esta tela vinda de outras fontes além do projetor, também pode afetar a quantidade de luz da imagem projetada que atinge os seus olhos. 

Iluminação natural

Janelas também são obviamente um grande problema, já que a luz do Sol ou fontes de luz externa noturna podem entrar na TV ou  sala de exibição do Home Theater e refletir na tela da TV ou, apagar as imagens em uma tela de projeção. Lâmpadas e outros tipos de iluminação ambiente também podem causar problemas. Nada é mais irritante do que ver o reflexo de uma lâmpada na tela da TV. Isso significa que a colocação da lâmpada em uma sala de TV ou projetor é crítica, a menos que você desligue a lâmpada. Se a sua sala de TV ou home theater tiver janelas, uma forma eficaz de controlar a entrada de luz indesejada na sala durante o projetor de vídeo ou a exibição de TV é com persianas ou cortinas venezianas. No entanto, persianas e cortinas escuras funcionam melhor. 



Se houver lâmpadas no Home Theater ou na sala de TV, coloque-as de forma que a luz não reflita na tela. É melhor colocar as lâmpadas em qualquer um dos lados da tela da TV, em vez de em um local na frente da tela. No entanto, se houver lâmpadas na frente da tela, como ao lado da posição sentada, desligue-as ao assistir à TV ou ao projetor de vídeo. Da mesma forma, se você tiver luzes de parede / teto, certifique-se de ter um sistema de dimerização instalado para que possa controlar a quantidade de luz que eles lançam para a sala ou para a tela da TV.

Embora uma sala muito iluminada ou uma sala com fontes de luz ambiente irritantes possa causar problemas de visualização de TVs ou projetores de vídeo, ter uma sala muito escura também pode ser um problema. Para projetores de vídeo, quanto mais escura for a sala, melhor. Mas, para assistir TV uma sala muito escura ou completamente escura pode ser um problema. A razão pela qual uma sala completamente escura não é um problema para projetores de vídeo é que, você está vendo imagens refletidas em uma tela muito grande - como a luz é refletida, é mais suave para seus olhos. No entanto, com TVs é mais como olhar diretamente para a fonte de luz - o que pode causar fadiga ocular ou até dores de cabeça durante longos períodos de visualização em um ambiente muito escuro. 

Iluminação polarizada

Uma maneira inovadora de controlar a luz em uma sala de TV ou home theater é com iluminação polarizada. A iluminação polarizada é uma técnica em que uma fonte de luz ambiente é colocada atrás da TV e direciona a luz para as laterais e / ou acima da parte traseira da TV. Se feita corretamente, a iluminação polarizada cria um campo de luz ambiente que não brilha diretamente para o espectador, criando um contrapeso para a luz que vem diretamente da tela da TV. Esta configuração resulta em uma suavização perceptível da luz direta proveniente da tela da TV. Ela reduz o cansaço visual causado pelo alto brilho da tela da TV e, o espectador percebe um contraste e cor mais equilibrados na tela da TV. 



A coisa mais importante a se considerar na luz de polarização é a temperatura da cor. As lâmpadas têm uma temperatura de cor listada usando a escala Kelvin de temperatura de cor. Quanto menor o número, mais quente e 'vermelha' é a luz; quanto maior o número, mais fria e mais 'azul' é a luz. As chamas das velas comuns de parafina têm 1.900K. Eles são muito 'quentes' e emitem uma luz avermelhada/amarela. Já as antigas lâmpadas incandescentes têm aproximadamente 2.800K e ainda são bastante (e, literalmente) muito quentes. As lâmpadas “Cool White” ou “Daylight” têm temperaturas de cor que variam do 5.000 a 6.500K. Embora qualquer iluminação de polarização seja melhor do que nenhuma iluminação de polarização no que diz respeito ao cansaço visual, se você quiser uma iluminação de polarização que não apenas alivie o cansaço visual, mas que realmente faça com que o conteúdo que você está vendo pareça melhor, você precisará da lâmpada certa.



Você deseja uma temperatura de lâmpada que seja o mais próxima possível (se não idêntica) do ponto de referência usado na indústria que fabrica as telas que você está procurando e cria conteúdo para essas telas. E essa temperatura é 6500K. As lâmpadas (sejam elas CFL ou LED) dentro de sua TV ou monitor mais modernos são calibradas para o 6500K. O filme e o vídeo digital têm a cor corrigida para ter um ponto de referência no branco em 6500K. As suítes de edição onde o conteúdo de video é editado e trabalhado, têm luzes de polarização de 6500K. Isso exclui imediatamente a maioria da iluminação que usamos ao redor de nossas casas pois, há uma preferência distinta do consumidor por uma luz mais 'quente'. O que cria uma sensação acolhedora e calorosa em sua residência é uma luz de polarização 'pobre'. 

A maneira mais simples de implementar iluminação polarizada (desde que a TV não seja montada na parede) é pegar lâmpadas simples e fixá-las na sua borda posterior. Direcione a luz para que ela reflita na parede, nas laterais e na parte superior da TV. É melhor usar sempre lâmpadas LED pois, as lâmpada fluorescentes CFL ou incandescentes podem ser muito brilhantes e quentes. Outro método (que você pode usar com TVs de parede e de suporte) é comprar kits de iluminação polarizada que se conectem à parte traseira da TV. Esses kits de luz de realce em fitas LED contém tiras com várias pequenas luzes (diodos) e um controle remoto. A maneira como o sistema funciona é que estas tiras em LED e o controlador se conectam à porta USB da sua TV (se a sua TV tiver uma porta USB). As tiras ligam e desligam quando você liga ou desliga sua TV. Além disso em alguns casos, o controle remoto permite que você defina a cor dominante da luz de polarização para melhor corresponder à exibição de TV ou à cor da parede. 

Outro ponto importante: há uma boa chance de você assistir televisão e trabalhar em seu computador por anos, de uma forma que isto canse seus olhos, aumente suas chances de dores de cabeça e diminua seu prazer e conforto geral. É a chamada fadiga ocular, causada pela extrema exposição de nossos olhos ao brilho intenso das luzes artificiais. Vamos antes de continuar a falar sobre ela, examinar a mecânica do olho humano para entender verdadeiramente por que a iluminação polarizada não é apenas um truque vistoso mas, uma técnica útil que aumenta o conforto na visualização e qualidade das imagens. A coisa mais importante a entender é que os seus olhos funcionam em um sistema de médias. Quando você olha para algo, seja um farol de carro ao longe, uma bela paisagem ou uma tela de televisão, as pupilas dilatam para regular a quantidade de luz que entra em seus olhos. O grau de dilatação é acionado pela quantidade média de luz que seus olhos captam de toda a cena - não pelo único ponto de luz mais brilhante dentro dessa cena. Quando você assiste televisão ou usa um computador em uma sala escura, seus olhos fixam-se intensamente em uma pequena janela de luz muito forte, que flutua no 'mar de escuridão' existente ao redor da tela. Seus olhos então, percebem com precisão que a tela está muito clara em relação ao resto da sala. No entanto, eles não se ajustam ao nível médio de brilho exibido na TV. Em vez disso, se ajustam ao brilho médio em todo o seu campo geral de visão. E isso causa dois problemas: primeiro, você não verá um contraste tão claro na tela se o resto da sala estiver escuro. Seus olhos só perceberão áreas escuras mais ricas nas imagens se o campo de visão ao redor da TV não for tão escuro. Em segundo lugar e mais importante: seus olhos podem ficar rapidamente cansados. Com a exposição prolongada, você provavelmente sentirá os olhos secos ou lacrimejantes; um desconforto geral e até, dores de cabeça tensionais irradiando toda a área das têmporas. No pior dos cenários, com uma exposição muito prolongada algumas pessoas experimentam fortes enxaquecas oculares - distúrbios visuais ou mesmo dores de cabeça extremas, que resultam deste cansaço visual intenso. A solução é, aumentar a luminância geral da sala e de modo não indiscriminado (todas as luzes de uma vez). 

Existem claro, outras maneiras mais convenientes, sofisticadas e caras de se conseguir resolver estes problemas todos, como adquirir uma TV Philips equipada com o sistema proprietário Ambilight de iluminação polarizada para mudanças de cor. O modelo abaixo por exemplo (Smart Tv 4K Uhd Ambilight Série 6700) sai na loja oficial da Philips no Brasil por R$4.000,00. O aparelho conta como principais atrativos: 
- receptor de TV digital integrado (DTV) 
- tela DLED de 55" em 16 milhões de cores 
- som estéreo com Dolby Atmos 
- 20W reais de potência (RMS) 
- Sistema Ambilight em 3 lados 
- Miracast (semelhante ao Chromecast) 
- Bluetooth 
- Netflix 
- YouTube e
- PVR (Personal Video Recorder para gravar a programação em HD externo) 



Mas há também hoje em dia outras alternativas (bem mais baratas que uma TV de R$4.000,00), da própria Philips inclusive. Como as fitas LED RGBs da Linha Hue, que acompanham o que se passa na tela da TV e 'amplia' a imersão televisiva com cores correspondentes ao conteúdo exibido no seu aparelho (que não precisa ser Philips) 'preenchendo' a sala. A Codlux® acompanhou inclusive em 2019, uma exibição de produtos Hue no Shopping Eldorado em São Paulo - que você pode acessar AQUI






Imagens: Marcos Britto da Codlux® confere demonstração da Philips Hue no Shopping Eldorado, Novembro de 2019 

Outra alternativa é sincronizar o conteúdo de sua TV com as próprias lâmpadas LED para uso geral da linha Philips Hue, através do aplicativo Hue Sync



O site The Ambient explica como fazer tudo direitinho, AQUI

Em um sala de estar ou área de trabalho típica, pode se ter luzes de teto, abajures e arandelas - todos normalmente localizados acima ou na frente da tela, aproximadamente na mesma altura da cabeça do espectador de video. Ligar essas luzes enquanto assiste à TV na verdade, atenua o problema da tela brilhante em uma sala muito escura. Mas, pode também lhe trazer uma série de outros problemas. A iluminação lateral ou atrás do espectador projeta luz na sua área de visualização. Isso diminui o contraste, introduzindo brilho e 'névoa' na imagem, criando fadiga ocular como resultado. Esta fadiga, pode não ser tão intensa quanto se você ficar olhando com os olhos turvos para uma TV brilhante no escuro. Mas é um tipo de cansaço visual mesmo assim, que fará a imagem assistida parecer ainda pior. 

O Home Theater na Casa Inteligente/Conectada  

Com os dispositivos da casa inteligente cada vez mais populares, diferentes equipamentos necessários para sua integração estão diminuindo o seu preço. Antes de continuar porém, perguntamos: "Não está ainda muito familiarizado com a internet das coisas e casa conectada?". Assista abaixo ao ótimo video do Canaltech e reflita depois se estas 'novidades' são realmente para você: 



Continuando... Agora é um ótimo momento para investir em diferentes soluções de iluminação doméstica inteligente como, controles de parede reguláveis, lâmpadas e fitas LED reguláveis ​​em RGB etc. Depois de integradas, estas luzes inteligentes podem ser ligadas, desligadas ou dimerizadas usando aplicativos, assistente de voz ou até mesmo ligando-as a sistemas de Home Theater compatíveis.


Imagem: painel LED inteligente de embutir Wiz

A instalação de um desses é bastante simples porque as lâmpadas inteligentes são na verdade, lâmpadas LED normais que possuem uma tecnologia inteligente incorporada - nenhum interruptor de luz extravagante é necessário. A maioria das lâmpadas inteligentes são bem semelhantes a dimmers e interruptores de parede inteligentes porque, se conectam a um hub inteligente ou diretamente ao wi-fi local. Elas são controladas por apps, assistentes de voz ou, por sistemas de automação específicos.

Imagem: Google Nest Audio, lançado no Brasil a R$ 849,00 e que controla lâmpadas LED inteligentes 

Elas vêm em diferentes temperaturas de cor, tamanhos e estilos como iluminação RGB. A principal vantagem das lâmpadas LED inteligentes é a facilidade de instalar: é só desatarraxar a lâmpada antiga e encaixar no bocal a lâmpada inteligente. 

A enorme variedade de acessórios para a iluminação inteligente cresce a cada dia e surpreende. Como no caso deste adaptador abaixo, da Philips. Com ele instalado em interruptores comuns, evita-se que uma lâmpada Philips Hue apague e perca suas configurações se alguém, acidentalmente ou desavisadamente, apertar o botão e desligá-la. Algo muito útil em um Home Theater menos avançado. 


Imagem: Módulo Philips Hue para interruptores de parede comuns

Agora, se você planejar utilizar 8 (ou mais) lâmpadas LED inteligentes, provavelmente será melhor usar um dimmer interruptor inteligente para economizar dinheiro. As lâmpadas LED inteligentes Philips Hue provavelmente são as mais conhecidas no mercado. Apesar de mais caras, elas funcionam excepcionalmente muito bem! Considere porém, também usar opções mais baratas como modelos em branco puro, sem a opção RGB. No seu Home Theater, é uma boa dica para economizar. 

Imagem: lâmpada Inteligente I2GO Home - no Brasil por R$94,90 

Lâmpadas inteligentes são fantásticas por adicionarem um ótimo 'toque tech' à iluminação de Home Theater - como atrás da TV, da tela do projetor, embaixo dos assentos, caminhos de luz na sala, etc. As possibilidades são infinitas! Já os plugues inteligentes e réguas de energia, são as 'tomadas inteligentes externas' que se conectarão diretamente a qualquer tomada padrão e assim, torná-la também inteligente. 


Imagem: plugues inteligentes e réguas de energia 

Eles são bons para lâmpadas, plug-in de ventiladores, unidades de janelas, etc. Mas não são sugeridos para se conectarem a equipamentos de Home theater porque, não foram feitos para isso e nem funcionarão como o esperado. 

Não quer ou não pode ainda automatizar a casa e consequentemente o seu Home Theater com soluções inteligentes? Não tem problema: a Codlux® comercializa painéis e outros equipamentos técnicos em LED que se adaptarão perfeitamente a um 'controle remoto da iluminação' de seu Home Theater. Como os painéis de embutir em gesso Drako (quadrados) e Orion (redondos) da Linha Control



Por serem dimerizáveis via controle remoto, é possível regular mecanicamente a intensidade de brilho dos painéis e também, alterar sua temperatura de cor mudando o visual e clima no Home Theater - sem complicação de configurações de redes ou apps e ainda, pagando muito pouco por isso. Veja mais detalhes AQUI.

Não quer um equipamento com controle remoto? O teto do seu Home Theater é em laje rígida? Também não tem problema: use os painéis Frameless (sem moldura) semi embutidos, que também podem ser instalados como painéis de sobrepor em tetos sem forros. 



Disponíveis nos modelos Drako (quadrados) ou Orion (redondos), eles foram projetados para atender as necessidades de luz de serviço em seu Home Theater com mais versatilidade na instalação, através de kits de fácil montagem. Veja mais detalhes AQUI

Home Theater inteligente - além da luz  

E, para finalizar em grande estilo as dicas em equipamentos inteligentes para o seu Cinema em Casa, vamos agora aos itens diversos. Como estamos falando aqui do Home Theater no mundo da casa inteligente, saiba que ele não é só feito (e nem deveria) de caixinhas autônomas com assistentes de voz. Destacamos abaixo para os audiófilos mais exigentes, este belo aparelho da marca de audio Hi-Fi Marantz - que voltou oficialmente ao Brasil com o lançamento de novos receivers, através da distribuidora Disac. 

São modelos como o SR6014 (110Wx9), SR5014 (100Wx7), NR1710 (50Wx7, imagem acima) e NR1510 (50Wx5) - todos equipados com a tecnologia Heos de transmissão wireless multiroom para modelos Marantz ou Denon compatíveis, onde: 
- podem ser comandados por aplicativo ou assistentes de voz Google Assistente, Amazon Alexa ou Apple Siri 
- acessam serviços na internet pela rede Wi-Fi como streaming de audio via Spotify, Connect, Deezer, Tidal e Napster
- recebem áudio do iPhone ou iPad, via AirPlay 2
- reproduzem música nos formatos FLAC, ALAC, WAV 192/24 e DSD 5.6MHz
- tem conexões HDMI para sinais 4K, HDR10, Dolby Vision e eARC;
- entrada PHONO para toca-discos de vinil
- calibragem inteligente Audyssey MultEQ XT.
- possuem processadores Dolby Atmos e DTS:X (exceto no modelo NR1510)
- modos Dolby Height Virtualization e DTS Virtual:X 
Os modelos SR6014/5014 trazem DACs de 32 bits em todos os canais e o patenteado circuito HDAM, para reduzir ruídos e distorções  
Mais sofisticado, o SR6014 vem ainda com certificação IMAX Enhanced e três saídas HDMI (1 Zone 2)  
E diga adeus as caixinhas... 

Controle Universal Inteligente I2GO Home é outro dispositivo inteligente muito útil ao seu Home Theater, por concentrar todos os controles remotos em um único aparelho. Este controle universal é um hub que centraliza outros dispositivos da sua casa inteligente. 

Com ele é possível controlar remotamente a televisão, ar-condicionado, home theater e outros dispositivos através da Alexa, numa raio de 360° via Wi-Fi. Custa R$123,41 no site da Amazon no Brasil. 

O Controle Universal Positivo Casa Inteligente é outro aparelho que promete integrar vários controles remotos um só produto inteligente.

Ligando-o ao Wi-FI, você pode acessar a televisão e alterar o canal pelo celular; ajustar o ar condicionado ou administrar outros dispositivos infravermelhos da casa como equipamentos de audio, via aplicativo Positivo Casa Inteligente. Ele também interage com outros produtos, como as lâmpadas inteligentes Positivo, que podem ser comandadas pelo Google Assistente ou Alexa. Na Amazon Brasil por R$169,00. 

A Intelbrás tem uma alternativa "Smart TV" para aparelhos que ainda não possuam este recurso. O Smart Box TV IZY Play é um modelo de box que roda a versão Android 9 com acesso a Play Store para poder ser usado em games, aplicativos de streaming de vídeo e música, redes sociais, plataformas financeiras, apps de notícias e outros.

Ele vem com 2 portas USB e Bluetooth para gamepads, teclados e mouses. Seu processador quad-core é de 1 GB, com 8 GB de armazenamento e saída HDMI, para exibição de conteúdo na TV em Full HD ou, saída A/V para as TVs mais antigas ainda (como as de tubo). O controle remoto sem fio é compatível com o Google Assistente para o controle de lâmpadas e tomadas inteligentes com o Google Home. Também é possível realizar buscas na rede para escolher o que assistir, através de um comando de voz. Outra boa vantagem do é poder conectar pendrives, joysticks e fones de ouvido - via Bluetooth ou entradas USB. 

Outro media player nacional que transforma sua TV (até mesmo se ela for de tubo!) em smart, vem de uma fabricante de Maringá, a Aquário. Esta empresa desenvolveu um player streaming que “smartiza” inclusive TVs antigas, com tubo CRT. O equipamento em questão é o Smart Box 4K STV-2000. 

Ele dá acesso fácil aos serviços de streaming de vídeo e de música. Traz conexões HDMI, Ethernet, USB e Wi-Fi e, as necessárias saídas do tipo RCA pra TVs antigas, encontradas nos aparelhos analógicos de dez anos atrás. Acompanha um cabo AV RCA que conecta a TV e exibe na tela, o menu de aplicativos smart. Tudo é feito pelo player. A qualidade de imagem depende da resolução da TV - que geralmente, é bem mais baixa nestes modelos de tubo. O Aquário Smart Box 4K transmite o sinal UHD encontrado nos principais serviços de streaming para as TVs dessa categoria e tembém, permite assistir à programação das emissoras abertas e fechadas através de seus respectivos apps - via versão customizada do Android - funcionando como conversor de padrão de TV. O acesso à internet é feito conectando o aparelho ao modem da residência via cabo ou Wi-Fi. Outras informações podem ser encontradas no site do fabricante. 

E para o controle da luz natural? Suas persianas comuns no Home Theater também podem ser controladas remotamente pela Alexa ou Google Home, transformando-se assim em 'persianas inteligentes'. 


O Controlador de Persianas Verticais Zemismart, liga o seu pequeno motor ao WiFi, permitindo então poder mudar o lado em que as persianas verticais serão operadas. Depois de devidamente 'emparelhadas', suas cortinas/persianas podem ser então 'automatizadas' no controle remoto, aplicativo ou assistentes Alexa e Google Assistente. A venda no site da Zemismart por US 67,50 (R$ 385,28 em cotação do dia 13/04/21).
 
Quer outra coisa também muito útil no seu Home Theater inteligente? Que tal adicionar a ele uma lata de lixo com sensor de presença, como esta da Simplehuman. Ela proporciona zero contato e zero aproximação com resíduos. Podem abrir e fechar por aproximação ou comandos de voz como “lata fechada”, “lata aberta” ou “deixar aberta” - se bem que, ficar falando com uma lata de lixo durante um filme não é a melhor ideia. Mas, o sistema de sensor de presença também evita este inconveniente. E a sala permanecerá mais limpa durante as sessões de cinema. 



Além de contar com o sensor de movimento para abrir ou fechar a lata, a versão Top ainda possui porta-refil de sacos plásticos para o lixo orgânico; balde de plástico para o compartimento separado de lixo reciclável; revestimento antimicrobiano Agion à prova de impressões digitais que inibe bactérias, fungos, mofo e bolor no aço inoxidável escovado. Um Luxo! A venda por US$250 no site da fabricante (R$1.429,42 em cotação do dia 13/04/20). 

Projetos Codlux® integrando iluminação em LED e automação  



A Codlux® também oferece soluções de Iluminação em LED totalmente integrada a Automação Residencial e Casa Inteligente, através de parcerias de sucesso junto aos melhores fornecedores das tecnologias no país. Como no caso deste projeto, executado em apartamento no bairro Panamby - zona sul de São Paulo (Morumbi). 

Imagens: plantas baixas incluindo o luminotécnico, especificado pela Codlux®

Foram na verdade dois apartamentos deste condomínio paulistano de alto padrão atendidos pela Codlux® e seus parceiros a uma mesma família. E, já está nos planos dos moradores montar outra unidade, destinada a mais um membro familiar. 







A perfeita sinergia entre as equipes de luminotécnica e automação, garantiram no projeto a plena integração dos equipamentos de iluminação em LED junto aos destinados a entretenimento. 






A orientação do profissional em luminotécnica é fundamental para o sucesso da implantação do Projeto de Iluminação e Garantia da satisfação no compartilhamento de momentos agradáveis, como a reunião em família e com amigos para assistir na telona de casa conteúdos de entretenimento. A Codlux® tem os melhores profissionais a disposição de seu Projeto. 

Fontes: Life Wire, How-to Geek, c|net, Zoom, UOL, Wikipedia, Lights Online, Practical Home Theater Guide, Viva Decora, Tecmundo, Omelete, Olhar Digital, Revista Home Theater, The Spruce, Technical Consumer Products Inc, The Home Theater DIY, Audio Advice



Codlux® - Luz em Led
Luz é Função! Estamos empenhados nisso. 

Baixe o arquivo em PDF desta postagem: 

LEIA TAMBÉM 
Escritório, Home Office e a Iluminação em Led


E ainda: 
-Quais produtos em LED você pode aplicar agora?
AQUI 
-Erros de Projeto: precisamos conversar sobre isso 

Postagens mais visitadas deste blog

Faria Lima Plaza: o Batata floresce!

Olá! Dia 17 de Agosto é o Aniversário de nosso amado bairro de Pinheiros aqui na cidade de São Paulo . Preparamos este super post especialmente para você que deseja morar, trabalhar, se divertir ou mesmo conhecer um dos primeiros bairros da segunda maior cidade da América Latina em 2020, onde a população já passa dos 20 milhões e a riqueza gerada, beira a casa dos US$530 bilhões ao ano. E Pinheiros hoje ilustra bem este progresso todo: uma edição da revista Veja São Paulo de Janeiro de 2019 destacava em matéria especial, um grande empreendimento a ser erguido no Largo da Batata , região do bairro de onde está localizada a Codlux®: o  Faria Lima Plaza .  O projeto arquitetônico em questão é assinado pelo famoso escritório de arquitetura  Kohn Pedersen Fox Associates  (KPF), que tem vários outros 'skyscrapers' marcantes ao redor do mundo - imagens abaixo.  O Faria Lima Plaza tem o mesmo potencial em se tornar um grande e marcante ícone arquitetônico do mercado imobiliário pa

Lar Inteligente 360º

Olá! Durante quatro semanas, especialistas e fornecedores vão apresentar virtualmente temas inéditos e soluções tecnológicas. É o  Lar inteligente 360º , um projeto online da  AURESIDE - Associação Brasileira de Automação Residencial e Predial . O objetivo é difundir conhecimento e promover debates com uma audiência seletiva e de forte influencia nos processos decisórios de projetos residenciais, tanto novos como na sua adequação de uso. Em todos os dias de palestras, haverão também apresentações de projetos, produtos e soluções para casas inteligentes e conectadas.  UM ENCONTRO VIRTUAL SOBRE TECNOLOGIA E O FUTURO DE NOSSAS CASAS! De 15 de setembro a 8 de outubro   Palestrantes:  Para conhecer melhor o programa e fazer sua inscrição gratuita, visite:   https://larinteligente.com.br/evento-online A Codlux® está acompanhando tudo e atualizará oportunamente esta postagem com as novidades mais importantes mostradas no evento, aguarde! ATUALIZAÇÃO EM 14/10/20 Acesse o resumo rápido do que j

Verão Codlux®

Olá!  😀  " Tava aflita já né minha filha?"   Pois ele chegou!!  Estamos no VERÃO ! 🌞 ✈️🏖🌊🤽‍♀️⚽️🏊‍♂️🍉🍸  Mesmo com a pandemia, Sabendo se Cuidar ,  dá para Aproveitar 👍🏻 E não se preocupe: a tecnologia Led economiza energia e também, não esquenta a iluminação de sua casa ou empresa. Mas, lembre-se de poupar toda água que puder nesta época de veraneio. Assim, não faltará recursos para continuar mantendo a sua higienização e de todos em dia. Rapidamente então, vamos aproveitar e lembrar aqui as melhores DICAS DE VERÃO  - novas ou já publicadas pelo Blog - para você se cuidar e cuidar bem de tudo na estação mais vibrante do ano. Também, atualizaremos esta postagem sempre que houverem mais informações e novidades. Acompanhe!  Como me previno do coronavírus no Verão? Estudos e especialistas especularam em Novembro de 2020 que o coronavírus teria mais dificuldade de se espalhar com a temperatura alta, resistindo bem menos tempo no calor. Isso porém foi colocado em dúvida n