Pular para o conteúdo principal

Agosto: cuidando muito bem do seu Pet

Olá! O mês de Agosto chegou!* 
Fim das férias, com crianças e jovens voltando às aulas. Menos seus pets: cães e gatos continuarão a sua 'boa vida' mas com um detalhe: Agosto é o mês da Vacinação Anual contra Raiva, obrigatória por lei.
O município de São Paulo oferece vacinação gratuita contra raiva para cães e gatos no Posto Permanente na Divisão de Vigilância de Zoonoses e outros disponibilizados na UVIS. O proprietário deve identificar, no comprovante de vacinação, o nome do animal e nº do Registro Geral Animal - RGA. Este comprovante é um documento, atestando a vacinação contra a raiva do seu animal, com validade de um ano e necessário para obtenção do RGA.

As recomendações para vacinar o seu pet são:
-A partir dos três (03) meses de idade, cães e gatos saudáveis devem ser vacinados contra raiva;
-A vacinação é anual;
-Cães e gatos devem estar saudáveis, animais com diarreias, em tratamento ou convalescendo de cirurgias devem aguardar a recuperação;
-Ofereça água e alimentação, normalmente, após a vacinação;
-Banho deve ser normal.
-Cães devem ser conduzidos por pessoas com idade e porte adequados para o manejo do animal;
-Cães bravios ou mordedores, de qualquer espécie, devem utilizar focinheira apropriada;
-Os gatos devem ser transportados em caixas apropriadas e em segurança.


Acesse o folder abaixo com os Postos Permanentes de Vacinação Contra a Raiva na cidade de São Paulo:



O que é a Raiva? 

A raiva é um doença letal, que atinge os mamíferos e que deve ser preocupação constante de dono de cães e gatos, mesmo que os casos já não sejam tão frequentes no Brasil - segundo dados do Ministério da Saúde, foram registrados oito casos de raiva humana entre janeiro e julho deste ano, todos pela variante viral de morcego. Foram sete casos no Pará e um no Paraná, contraído em Ubatuba (SP). Todas as vítimas morreram. A capital paulista não tem raiva humana desde 1981 (o último registro de raiva animal é de 2011, segundo a Secretaria Municipal da Saúde - uma gatinha foi contaminada por morcego em Moema).



A raiva (imagem do vírus acima) é doença viral e afeta o sistema nervoso central. 
Os sintomas nos animais incluem mudança de comportamento, desorientação, convulsões, salivação excessiva.
Nos humanos, pode ocorrer febre, tontura, dor de cabeça, mal estar, formigamento, pontadas ou sensação de queimação no local da mordida. Com o agravamento, provocará dificuldade para deglutir, desidratação, paralisia e convulsão até evoluir para coma e morte.
Após o surgimento dos sintomas, não há cura para os animais.
Em humanos, a letalidade é próxima a 100%.
A prevenção é a única forma de afastar a doença.
Os principais transmissores são morcegos, gambás e macacos, que contaminam cães, gatos e homens.
Animais domésticos podem ser infectados, por exemplo, ao caçar um morcego ou brigar na rua com um bichinho doente.
A transmissão ao homem ocorre por meio de mordidas, arranhões ou lambedura.

Fique atento! 

A luz em Led e os animais 


Aproveitamos este período dedicado aos cuidados de nossos cães e gatos para tratarmos de um assunto pouco discutido por aí em relação a luz artificial e ao Led: os seus efeitos em nossos animais.

Uma Super Visão!

Enquanto os gatos podem reinar como os campeões mundiais da visão noturna, seus parceiros caninos também podem andar por aí com pouca luz, porém não tão habilidosamente quanto seus companheiros felinos.
Os olhos dos cães, assim como os de gatos e alguns pássaros, peixes e animais predadores noturnos, têm uma membrana parecida com um espelho chamada tapetum lucidum - na parte posterior do olho. Ela permite que a luz que não é absorvida pelas hastes, fique na retina, fazendo que seja então mais absorva para o cão então ver melhor.
Um cão pode enxergar com cinco vezes menos luz do que o olho humano precisaria (os gatos necessitam cerca de seis vezes menos luz que os humanos para ver na escuridão).
A 6 metros de distância, o cão verá algo tão claramente quanto um humano veria a 75 metros de distância.
A retina humana tem mais células cônicas , que distinguem a cor, enquanto as retinas dos cães têm mais bastonetes, que precisam de muito menos iluminação para detectar o espectro cinza.



No crepúsculo ou semi-escuridão interior, um cão pode ver mais claramente do que ser humano.
Devido às diferenças cromossômicas, os cães são menos capazes de identificar as demais cores do que os humanos. De acordo com pesquisas recentes, os cães podem reconhecer amarelo, azul e alguns segmentos de cores entre esse espectro.

A Iluminação e os pets  



Vivemos em um mundo repleto de visões, cheiros e sons impressionantes - e muitas vezes avassaladores.
Mas enquanto você pode bloquear todo esse fundo barulhento com fones de ouvido de última geração, seus animais de estimação não têm a menor escolha senão ouvir tudo isso ininterruptamente.
Os humanos ouvem na faixa de 20 a 25.000 Hz enquanto os cães, vão na faixa de 67 a 45.000 Hz e, os gatos, na faixa de 45 a 64.000 Hz.
Nossas vozes chegam a um alcance de 300-3000Hz, isso significa que há muitos sons estridentes que podem realmente incomodar o seu cão ou gato.



Ruídos excessivos ou altos podem criar o que é conhecido como estresse acústico, que afeta os felinos em particular, já que eles podem ouvir tons muito altos - cerca de 1,6 oitavas acima dos humanos e uma oitava acima dos cães.

Lâmpada barulhenta

Lâmpadas fluorescentes compactas, dimmers de luz, alguns monitores CRT e LCD (computadores, televisores, etc.) e chaleiras de chá são fontes potenciais de poluição sonora de alta frequência, que você na maioria das vezes poderia nem mesmo perceber, a menos que tivesse uma audição de gato.
E alguns tipos de lâmpadas também entram nesta lista barulhenta.
O ruído emitido por lâmpadas fluorescentes por exemplo, pode parecer inócuo para nós, mas afetam negativamente os níveis de estresse do seu cão ou gato.
Novas pesquisas que indicam que as lâmpadas fluorescentes CFLs emitem um som alto de zumbido, que não está em nossa faixa de audição, mas está na faixa de audição dos cães e gatos.
Você pode imaginar ouvir um som agudo com zumbido irritante na sua orelha o dia inteiro? Pois é. Seria o suficiente para te deixar maluco!
Muitos donos de animais relatam que seus gatos ou cachorros não querem estar em quartos com lâmpadas fluorescentes CFL, e ficam ansiosos se forem obrigados a permanecerem ali.

O Led ajudando o seu animal 

Se você realmente quer levar a sério a redução da poluição sonora em seus cães e gatos de estimação, comece agora mesmo a trocar as lâmpadas fluorescentes CFLs por iluminação em Led.
Vai fazer um projeto de iluminação novo? Se você ama seu animal, considere a iluminação indireta em Led, a mais indicada para residências onde os reis locais são os pets, pois o uso de ambientes semi-auto-iluminados deixa-os mais confortáveis e relaxados.
Tetos brancos iluminados de maneira indireta e difusa tornam as superfícies aconchegantes e criam uma reflexão sutil de luz, ideal para os pets, diminuindo a percepção de existência de teto e piso e aumentando a espacialidade, com uma sensação de amplitude muito benéfica a eles.

Flicker incômodo 

Dispositivos eletrônicos como TVs, DVRs e luzes LED podem ser incômodos para os animais domésticos, pois a maioria dos cães e gatos são muito mais sensíveis ao ruído da luz do que os seres humanos. Já vimos que a audição humana pode captar sons que variam em frequência de 20 Hz (ciclos / segundo) a 20.000 Hz - e à medida que envelhecemos, essa faixa diminui drasticamente.
Os cães, no entanto, são sensíveis a frequências de até 45.000 Hz, e os gatos, às  ainda mais altas ainda - até 64.000 Hz. As luzes das telas de tvs (e mesmo algumas lâmpadas) em Led atualmente produzem um flicker (piscar) tão rápido que é praticamente invisível ao olho humano.
Para o seu animal de estimação porém, certas luzes em Led (especialmente aquelas feitas com peças muito baratas!) podem ter um efeito estroboscópico muito incômodo nos animais.
Os cães por exemplo, são três vezes mais sensíveis a este tipo de flicker produzido por algumas luzes em Led do que nós, humanos.
Como teste, tente colocar o seu cão em frente a uma das novas gerações de TVs Led, que piscam de forma semelhante a uma lâmpada Led. Ele não ficará plantado na frente da televisão para entreter-se por muito tempo.
Um estudo zoológico de 2006 já mostrou que as luzes muito brilhantes podem causar até certo tipo de medo em alguns animais.

Especialistas recomendam alguns passos que podem ajudar no nível de conforto de seus animais de estimação:

-Desligue completamente seus dispositivos de telas led quando possível.
-Dedique ao animal um quarto individual em sua casa, como uma zona livre de tecnologia, sem eletrônica e com iluminação em led mais suave e de menor potência em watts possível (bem abaixo dos 3 watts).
-Invista em iluminação LED de alta qualidade. Quanto menos pagar pelo produto, mais provável será a chance de que suas luzes possam estar criando uma espécie de "câmara de tortura" para os seus animais de estimação, sem que você perceba isso.

Acessórios



O led está tomando a moda de assalto. Inclusive em nossos animais de estimação. Algumas coleiras de Led por exemplo, prometem muitas coisas inúteis para a maioria dos pets em sua propaganda, entre elas:

-Fazer brincadeiras divertidas à noite com segurança
Errado: seu cão não precisa de luz piscante para se divertir e ele enxerga melhor que você a noite!   
-Acompanhar o seu cão ao anoitecer
Uma pequena lanterna Led será bem mais útil a você nesta e em outras situações do que a coleira de seu pet  
-Manter seu cão visível para os motoristas
Não se preocupe, os automóveis de hoje já possuem faróis em Led 
-Iluminar seu caminho
Desnecessário, comparado aos modernos postes de iluminação pública em led nas ruas, que causam até a já famosa "poluição luminosa", que inclusive afeta principalmente os animais 
-Recolher mais fácil o cocô noturno
De novo: use a lanterna Led! 
-Dar estilo e design
Não fará a menor diferença na cabeça do seu animal, talvez na sua... 
-Durabilidade e Qualidade
Sim, o Led é muito durável. Mas este uso é meramente estético, o que vai totalmente contra a proposta de sustentabilidade do Led 

Não devemos esquecer também de que o efeito desta luz em Led pode estimular outros animais ao redor, fazendo-os ver no seu cão, uma presa ou ameaça eminentes. Você pode ler mais sobre o Led e a Moda AQUI.

Comportamento 



A falta de "recompensa" depois de uma perseguição por feixes (pontos) de lasers coloridos pode estar atrapalhando a cabeça do seu cão.
Cães (e alguns gatos) instintivamente perseguem pontos vermelhos brilhantes simplesmente porque eles se movem, diz Nicholas Dodman, professor de comportamento animal da Escola de Medicina Veterinária Cummings da Universidade Tufts.
"...O movimento estimula automaticamente a captura de sua "presa inata", o que explica por que os animais menores da cadeia alimentar como roedores e coelhos, costumam "congelar-se" (fingir de morto) como estratégia de sobrevivência.
Embora os cães não sejam tão exigentes quando se trata de cor, seus olhos contêm uma alta preponderância de células sensíveis à luz chamadas hastes, para a detecção de movimentos rápidos.
O movimento incessante de um feixe/ponto de laser/led colorido ativa este sistema predatório no animal.



Você realmente não deveria estar estimulando a "caça a presa" no seu cão quando isso não for, de alguma forma, verdadeiramente recompensado - a "captura da luz" provavelmente não é uma boa ideia porque ela não dará ao pet a real sensação de recompensa.
Eles ficam tão frenéticos e impulsionados pela "presa" (luz) que, quando começam a persegui-la, não conseguem mais parar, ocasionando um problema de comportamento, como uma patologia, onde eles sempre perseguem toda luz ou sombra que vêem para atacar.
Eles passarão a vida inteira desejando e esperando uma recompensa instintiva.
Nunca receber a recompensa por sua vigilância, deixa os cães loucos.
Na mesma linha, os treinadores de cães farejadores de drogas e bombas descobriram que seus cães ficam psicologicamente perturbados se nunca encontrarem as bombas ou drogas, por isso ocasionalmente são levados a missões falsas, onde todo um cenário de perseguição e captura é forjado para o bem mental deles.
O que pode parecer pura diversão para você, na verdade para o cão é uma angustiante frustração, que pode deixá-lo extremamente estressado"..., completa Nicholas Dodman. 

A maneira como os cães assistem à TV também é muito diferente da maneira como os humanos o fazem.
Em vez de ficarem quietos, os cães freqüentemente se aproximam da tela para ver mais de perto e caminham repetidamente entre o dono e a televisão.



Eles são essencialmente espectadores inquietos e interativos.
O que os cães podem ver na tela também é diferente dos humanos.
Os cães têm visão dicromática - eles têm dois tipos de células receptoras de cor e as vêem dentro de dois espectros de luz: azul e amarelo.
O uso da cor dentro da mídia é muito importante para os cães e explica por que o canal de TV canino, DogTV, prioriza essas cores em sua programação.

Terapia da Luz 



A Led Light Therapy é um tratamento também aplicado a animais, não invasivo, para inúmeras condições agudas e crônicas, que ajuda numa cura mais rápida e proporciona um alívio natural a dores, aumentando drasticamente a circulação, redução em inflamações e uma promoção rápida de cura. Os fótons da luz utilizados no tratamento, são absorvidos pelas células dos tecidos danificados, incluindo pele, sangue, músculo e osso, para criarem uma resposta celular que reduza a dor e inicie um processo de cicatrização.
Os cães são um dos animais mais usados em estudos de terapia de luz. Depois deles, apenas os ratos são os mais estudados.
Os olhos do cão não são sensíveis à luz Led vermelha, tornando-os indiferentes às contra indicações da terapia da luz vermelha por exemplo.
A variedade de vantagens analisadas na terapia da luz inclui: cicatrização após ataques cardíacos, recrescimento capilar, recuperação após cirurgia da coluna vertebral, cicatrização de feridas crônicas e muito mais.
Bem parecido com estudos em humanos, os resultados parecem positivos em uma ampla gama de condições e doses nos animais.
A Light Therapy é um tratamento de terapia de luz também canina já aplicado por inúmeros veterinários e está aumentando em popularidade.
Felizmente, a maioria dos cães e gatos parece perfeitamente feliz em torno da luz Led/laser (infra) vermelha, pois a sua baixa saída de calor é confortável - os olhos dos animais não são particularmente sensíveis aos comprimentos de onda vermelhos. Qualquer tratamento livre de dor e efeito colateral será sem dúvida adorado por seu animal de estimação.

Poluição Luminosa 



Já tratamos do tema poluição luminosa em vários posts no blog AQUI.

E ela pode sim também afetar os animais domesticados e não apenas os animais silvestres.
As luzes artificiais são bem conhecidas por desorientarem, por exemplo, pássaros migratórios e tartarugas marinhas.
Os cientistas também descobriram que o desaparecimento da escuridão completa, perturba o comportamento de grilos, mariposas e morcegos e até aumenta a transmissão de doenças nas aves.
Os efeitos mais letais sejam talvez em insetos - fontes alimentares vitais e polinizadores em muitos ecossistemas.
Uma estimativa dos efeitos das lâmpadas de rua na Alemanha sugeriu que a luz artificial proveniente delas poderia eliminar mais de 60 bilhões de insetos durante um único verão! Alguns insetos voam direto para estas lâmpadas, entram em colapso e morrem logo depois de circulá-las, por horas.
Poucos estudos examinaram os efeitos da luz em led também nas plantas, mas aqueles já realizados sugerem que o excesso dela as está perturbando também.
Um estudo no Reino Unido registrou um período de 13 anos no tempo de abertura das brotações em árvores e os combinou com imagens de satélite de iluminação noturna. Eles descobriram que a iluminação artificial estava ligada a árvores que abriam seus botões cedo demais, semanas bem antes do previsto.
Um estudo em fazendas de soja no estado de Illinois (EUA) constatou que a luz das estradas adjacentes e dos carros que passam por perto, pode atrasar a maturação das suas colheitas em até sete semanas, além de reduzir o seu rendimento.
Pássaros empoleirados ao redor da luz artificial branca ficaram inquietos durante a noite, dormem menos e tem alterações metabólicas que podem indicar uma piora em sua saúde.
Uma equipe liderada por Eva Knop, do Instituto de Ecologia e Evolução da Universidade de Berna, Suíça, descobriu que as visitas de insetos às plantas caíram quase dois terços sob luz artificial e que a polinização diurna, não estava sendo mais compensatória: as plantas produziam 13% menos fruta.
A equipe de Knop previu que essas mudanças teriam o potencial de entrar em um efeito cascata para a comunidade de polinizadores diurnos, reduzindo a quantidade de comida disponível na Terra.

O Led se ajustando ao planeta 

Engenheiros e ecologistas sabem que a iluminação bem pensada pode realizar bem a sua tarefa, sem espalhar luz exagerada e nociva por céus e terras.
Os LEDs hoje já podem ser melhor ajustados para brilharem em certas partes do espectro, escurecerem e desligarem remotamente.
Daqui a 30 anos, o avanço da tecnologia trará ruas melhor iluminadas - bem mais eficientemente que agora - usando apenas um décimo da luz em Led emitida hoje.
Isso seria uma ótima notícia para os sistemas ecológicos, porque a escuridão é uma das forças mais profundas para moldar a natureza e a vida no planeta.
Metade do globo está sempre escuro. E esta noite terrestre em bilhões de anos, é metade da nossa história.

Conclusão 

Analisando os textos com os estudos comportamentais relacionados aos efeitos da iluminação artificial - especialmente em Led - em insetos, vertebrados e plantas, podemos dizer que os cães e gatos também podem ser afetados por uma má iluminação tanto nos ambientes internos que vivem quanto em áreas externas.
Apesar dos pouquíssimos estudos existentes a respeito, se observa que a intolerância ao excesso de luz do espectro branco frio 6.000K, desregula os seus ritmos circadianos, além de ser desnecessária pois, cães e gatos enxergam no escuro muito melhor que os humanos.
Brinquedos e acessórios com muita luz em led colorida e piscante não deixará o seu pet mais relaxado, pelo contrário.
E controlar bem a quantidade de luz artificial em Led nas residências com animais domésticos, evitando principalmente o uso de lâmpadas fluorescentes CFCs devido ao seu altíssimo nível de ruído, trará alívio e conforto imediatos a eles - sem prejuízo algum a saúde do seu cão ou gato.

E lembre-se: se os animais apresentarem desconforto com a TV ou outro dispositivo emissor de luz artificial brilhante, não insista. Dê-lhes o devido descanso disto.
Porque simplesmente, ela não está sendo muito boa para eles.

Robson Giro especial para a Codlux® - Luz em Led

Fontes: Prefeitura de São Paulo, Folha de São Paulo, ArchDaily, Nature, Live Science, The Conversation, Vetstreet, Red Lightman, Animal Planet, AARP.org, Path with Paws,           

*postagem originalmente publicada em 30 de Julho de 2018

Codlux® - Luz em Led

Luz é Função. Estamos empenhados nisso. 
LEIA TAMBÉM: 
Criação animal com Led

Que lição ela pode nos ensinar?
O Led e as Plantas

Tire suas dúvidas sobre o Led no mundo VERDE!
Insetos

Eles não gostam de Led!

Postagens mais visitadas deste blog

Como evitar ERROS GROTESCOS na instalação?

Olá!
Hoje voltaremos a falar sobre Erros de Projetos. Agora mais precisamente, no tocante a instalação de alguns equipamentos especificados, principalmente aqueles que necessitarem de uma Adequação e Desenvolvimento por parte do profissional em luminotécnica quando da correta escolha dos produtos de iluminação artificial com tecnologia Led para o seu projeto !

Via de regra, grande parte das adaptações criadas pelo Light Designer responsável no projeto encomendado vão de encontro a um desejo pessoal do seu cliente. Isto consequentemente acarretará, por exemplo, em equipamentos que não harmonizarão com o desenho original da peça disponível no mercado: formas, cores, potência da luz, meios de fixação/instalação etc, tudo pode ter que ser mudado naquele equipamento "X" devido a uma escolha pessoal do proprietário do imóvel, tendo contudo que manter-se não só a qualidade na iluminação local como também, a garantia do produto. E é aí que a coisa pode começar a pegar: instaladore…

O Batata floresce!

Olá! Dia 17 de Agosto é o Aniversário de nosso amado bairro de Pinheiros aqui na cidade de São Paulo. Preparamos este super post especialmente para você que deseja morar, trabalhar, se divertir ou mesmo conhecer um dos primeiros bairros da segunda maior cidade da América Latina em 2020, onde a população já passa dos 20 milhões e a riqueza gerada, beira a casa dos US$530 bilhões ao ano. E Pinheiros hoje ilustra bem este progresso todo: uma edição da revista Veja São Paulo de Janeiro de 2019 destacava matéria especial sobre um grande empreendimento a ser erguido no Largo da Batata, região do bairro de onde está localizada a Codlux®: o Faria Lima Plaza


O projeto arquitetônico em questão é assinado pelo escritório de arquitetura Kohn Pedersen Fox Associates (KPF) e, tem potencial para se tornar um grande ícone do mercado imobiliário.









A localização, trata-se do último terreno vazio no Largo da Batata: com  9.000 metros quadrados (imagens abaixo) e bem ao lado do metrô Faria Lima (linha 4 …

Trilho Suspenso: Solução simples e sofisticada

Olá!



#AdequaçãoEdesenvolvimentoqual empresa em iluminação oferece isto a todos os seus clientes de maneira incondicional?
Seja em sua casa ou empresa, a Codlux® vai aonde nenhuma outra pode (ou não quer) ir: solução para aquilo que está em sua mente, adaptada as disponibilidades atuais do mercado e sem custos exorbitantes - você simplesmente não tem que pagar a mais por isto.Nosso Atendimento e Pós-venda estão fazendo a diferença para centenas de clientes atendidos, como o do caso deste video, que queria também em seu projeto um simples trilho eletrificado, pousado longe do teto, acima de sua mesa de jantar no terraço mas com sofisticação, sem cabos ou fios aparentes.

O expertise dos profissionais da Codlux® no mercado da iluminação foram fundo: do design a fabricação do produto, passando pelo conhecimento certo dos insumos para encontrar a finalização perfeita, de bom gosto e com muita resistência.

Esta é a Codlux®. Luminotécnica e design acessível a você!


Veja agora a preparação de…